Resistiram ao tempo, saltaram dos toucadores das nossas avós para os nossos armários e alcançaram o estatuto de produtos de culto. A propósito do Dia Mundial dos Avós, que se comemora hoje, reunimos quatro produtos de beleza que são passado, presente e futuro — da mais célebre fragrância da perfumaria francesa a um creme de mãos bem português com quase meio século de história.

A laca das estrelas, mas não só

4 produtos de beleza dos tempos das nossas avós que ainda hoje usamos
Laca de fixação forte Elnett, €5,99, L’Oréal Paris.

Já era a laca das nossas avós antes de ser a laca de Penélope Cruz e de Linda Evangelista, celebridades que, durante alguns anos, deram a cara — ou melhor, o cabelo — por este produto da L’Oréal Paris. Lançado primeiramente na Europa na década de 60, este spray fixador continua a fazer parte do nosso arsenal de produtos capilares pois é dos poucos capazes de finalizar um penteado sem deixar o cabelo com um ar pesado e artificial. Já a embalagem, essa, mantém-se muito idêntica à original.

O perfume eterno

4 produtos de beleza dos tempos das nossas avós que ainda hoje usamos
Eau de Parfum Chanel Nº5, €94,70, 50ml, Chanel, na Perfumes & Companhia.

Custa a crer que a fragrância mais célebre da perfumaria francesa tenha sido criada em 1921: para nós, o Chanel Nº5 não pertence ao século XX pois parece que existe desde sempre. Usado pelas nossas avós e pelas nossas mães, chega até nós envolto em muitas histórias. A que cheira? A boas memórias, sempre a boas memórias.

Creme de mãos bem português

4 produtos de beleza dos tempos das nossas avós que ainda hoje usamos
Creme de mãos Alantoíne, €6,40, 30ml, Benamôr.

O folheto que acompanha o creme de mãos Alantoíne refere que este é um produto “indispensável após os afazeres domésticos ou outros que agridem, poluem e afectam as funções naturais da pele”. Se tem a aprovação das nossas avós, tem também a nossa aprovação.

A mais célebre lata azul

4 produtos de beleza dos tempos das nossas avós que ainda hoje usamos
Creme hidratante, €3,49, 150ml, Nivea.

O azul-Nívea pode ainda não constar no catálogo do cores do Instituto Pantone, mas ocupa, há bastante tempo, um lugar especial nossos corações: quando pensamos nesta cor, pensamos naquele creme com um cheirinho agradável muito usado pelas nossas avós. Percebemos perfeitamente: também para nós é difícil imaginar uma rotina de beleza sem a presença do “creme da lata azul”.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda