Numa altura em que se fala cada vez mais de consciência ambiental, o mundo da Beleza pode ser assustador: regra geral, há um plástico que envolve uma embalagem de plástico, que contém uma embalagem de plástico com um produto no interior, numa sequência de desperdício que parece não terminar. Mas se ter uma casa de banho livre de produtos com embalagens (quantas vezes já leu "embalagem"?) parece uma realidade utópica ou um sonho distante, há produtos que estão a tentar mudar - e salvar - o mundo.

É o caso dos champôs sólidos, ou champôs em barra, uma alternativa aos champôs líquidos e que, no caso dos da Lush, prometem durar até 80 lavagens, e substituir entre 2 a 3 embalagens de plástico.

A experiência

O contacto com o produto é incrivelmente nostálgico. Para alguém da geração de 90, parece quase arcaico usar algo que se assemelha a um sabonete para utilizar no cabelo. O produto cabe na palma da mão o que me faz desconfiar que a sua durabilidade não ultrapassará uma semana - mais tarde concluo que, aqui, o tamanho não importa.

Montalbano
O champô colocado a teste. Montalbano, € 9,5, Lush Cosmetics

Na primeira utilização molho o produto e esfrego-o nas mãos. Faz alguma espuma, não muita, e aplico-a no cabelo, da raíz às pontas tal qual uma lavagem com um champô regular. O cheiro é intenso, adequado para quem gosta de limão (a lista de ingredientes inclui óleo de limão da Sicília e sumo de limão), tornando-se muito refrescante. Mas é o resultado que convence: a sensação de limpeza, que se verifica depois é quase surpreendente. O cabelo está, de facto, limpo.

À medida que fui pesquisando online sobre este champô, apercebi-me de que grande parte dos utilizadores não esfregavam a barra na mão para obter produto, mas por outro lado colocavam-no diretamente sobre a cabeça. Sobretudo se usar um chuveiro, esta é sem dúvida a forma mais prática e eficaz, já que o líquido desliza pelos fios sem desperdiçar uma gota.

Os novos champôs naturais ou vegan são a nova tendência de Beleza
Os novos champôs naturais ou vegan são a nova tendência de Beleza
Ver artigo

Cuidado com a água

A promessa de 80 lavagens é generosa, mas não falaciosa. Na experiência a que levei a teste o champô durou cerca de um mês, a ser usado quase diariamente por duas pessoas. O que se passa é que o produto tem de ser mantido em boas condições, e isso implica ter cuidado com água. Da mesma forma que o produto desliza suavemente na cabeça ou nas mãos em contacto com a água, o mesmo acontece se o deixar desprotegido no chuveiro, onde derrete com facilidade. Portanto, se tem uma banheira, certifique-se que ele não fica próximo da torneira ou, no caso de se tratar de um poliban, guarde-o num recipiente, como esta lata que a marca sugere - antes que pergunte, claro que depois não precisa de comprar uma nova lata, ela servirá para todos os futuros champôs. Verifiquei que mantendo o produto seco, dentro da lata, a durabilidade aumentou significativamente.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda