A 14 de setembro de 1983 nascia uma das melhores vozes de jazz que o mundo da música alguma vez já ouviu: Amy Winehouse. Compôs e cantou grandes êxitos como 'Valerie', 'Rehab' e 'You know I’m no good', temas que ainda hoje tocam em todas as rádios. Marcou pela sua mistura ousada de estilos, entre o retrô, rock e pin-up dos anos 50, com um penteado invulgar, uma maquilhagem carregada, tatuagens, vestidos curtos e decotes arrojados.

Com uma voz única que chegava a vários géneros musicais, desde o jazz, soul ao R&B, Amy teve uma carreira de sucesso, mas uma vida problemática que terminou cedo demais. Será para sempre relembrada como uma referência não só da música, mas de estilo e Beleza.

Filha de pai taxista e mãe farmacêutica, Amy nasceu no seio de uma família Judaica, nos subúrbios de Southgate, em Londres. O contacto com a música começou ainda na adolescência em grupos de jazz. Aos 16 anos, após um amigo ter divulgado uma gravação musical sua, a cantora assinou contrato com a editora Island/Universal. Em 2003 lançou o seu primeiro álbum, “Frank”, que mereceu uma nomeação para o Mercury Music Prize e duas para os BRIT Awards, tendo, até aos dias de hoje, vendido mais de quatro milhões de cópias.

A forte tensão mediática, resultado da fama e do enorme sucesso que estava a alcançar, levou a que Amy, emocionalmente frágil, cedesse à pressão e começasse uma dura luta contra a dependência das drogas e do álcool. Em 2006 lançou o álbum mais famoso de sempre: “Back to Black”, onde conta, em “Rehab”, que tentaram levá-la para a reabilitação, mas “No No No” foi a resposta da cantora. Ainda assim, o álbum foi alvo de excelentes críticas e, em 2008, Amy foi premiada com cinco Grammy Awards.

Throwback Beauty: Brigitte Bardot — e Deus criou 'la belle française'
Throwback Beauty: Brigitte Bardot — e Deus criou 'la belle française'
Ver artigo
Cabelo

Inspirada na icónica Brigitte Bardot, Amy trouxe de volta os cabelos ondulados e volumosos, típicos dos anos 60. O penteado meio apanhado, com franja lateral e excessivamente volumoso no topo da cabeça, por vezes com acessórios como flores ou lenços, tornou-se na sua imagem de marca. Manteve sempre a cor muito escura, mas durante algum tempo chegou a usar uma madeixa loira na franja. Não era segredo para ninguém que a artista usava extensões de cabelo para tornar o chamado estilo “beehive” (colmeia) ainda mais grandioso. O mesmo penteado serviu ainda de inspiração para grandes nomes da moda como Jean-Paul Gaultier e Karl Lagerfeld.

Makeup

Relembrar Amy Winehouse é também relembrar o icónico eyeliner preto, longo, grosso e extremamente carregado, juntamente com o lápis branco na linha d'água, que destacavam os seus olhos verdes. As sobrancelhas estavam sempre fortes e bem delineadas. Nos lábios dominava o clássico batom vermelho. Uma maquilhagem que concedia à cantora um ar de boneca e rock’n’roll ao mesmo tempo.

Nos últimos anos da sua breve carreira, Amy Winehouse entrava e saía constantemente dos centros de reabilitação, mas sem resultado. No dia 23 de julho de 2011 a cantora foi encontrada morta em sua casa, em Canden Town (Londres), vítima de uma intoxicação alcoólica aos 27 anos.

Do cabelo à maquilhagem, relembre alguns dos melhores looks de Beleza da icónica cantora Amy Winehouse:

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.