Gamila Hiar, fundadora de Gamila Secret, esteve em Lisboa a celebrar os 12 anos do lançamento da marca em Portugal e a mostrar à imprensa os seus novos produtos. Aproveitámos para conversar com ela sobre outros temas que lhe são queridos.

Gamila
Gamila Hiar e o seu sabonete original

Sabemos que ajuda mulheres e famílias desfavorecidas na sua comunidade. Conte-nos um pouco mais sobre isso.

Muitos anos antes de começar a fabricar a barra de limpeza, eu já colaborava com uma associação local que ajuda crianças e mulheres. Ajudava com tudo o que era possível: a educar, formar, etc.. Quando comecei a ter os meus produtos, pude ajudar algumas senhoras, empregando-as na fábrica, situação que se mantém até hoje. Estou a trabalhar neste momento no sentido de criar um projecto para órfãos, para cobrir as suas necessidades básicas. Também ajudo algumas casas de repouso e escolas, mensalmente.

Porquê tanta necessidade de ajudar os outros?

Nasci numa família pobre, com muitas necessidades. Por isso, consigo “sentir” a dor dos outros e não deixo isso de lado. Não consigo fechar os olhos a essas situações e sinto sempre uma responsabilidade perante essas pessoas. Não quero que sintam o que eu já senti. O meu objectivo foi sempre empregar pessoas de várias religiões, para incentivar o amor e a tolerância. Quando nasci, não escolhi a religião que tenho. Por que temos que olhar para o outro como diferente?

Vamos conviver e trabalhar juntos para um futuro melhor, para ajudar e apoiar os outros, e para a igualdade e paz da Humanidade. Nada mais do que isso interessa. Não devemos ver diferenças, mas sim o que temos em comum.

Sabemos que a sua mãe já tinha o hábito de ajudar os outros. Sente que herdou isso dela?

Sim, sinto isso. A minha mãe era sozinha, cresceu sem pai e sem irmãos, e ainda assim ajudava outras pessoas. Sinto que faço o dobro do que ela fazia.

Regressemos ao seu trabalho: continua a investigar e a usar as mesmas plantas que colhe, ou está a estudar o uso de outras em novos produtos?

Continuo sempre a fazer pesquisas. As plantas que uso há muitos anos vou manter na mesma fórmula, na receita principal. As novas pesquisas usam novas plantas, que nunca irei misturar com as antigas.

Como usar o sabonete Gamila Secret

Podemos saber que novas plantas anda a estudar?

Não posso revelar os seus nomes todos, mas posso dizer que, de momento, estou a estudar a romã mas também outros ingredientes. Não os menciono porque ainda estou a aguardar o resultado de alguns testes que estão a ser feitos junto de alguns dermatologistas. Seja como for, quando tiver novos produtos, Portugal será o primeiro país a recebê-los.

Se tivesse de escolher uma só planta para fazer o seu trabalho, qual seria? Das que já estudou, qual é mais poderosa da natureza para o nosso bem-estar e beleza?

Não é possível escolher apenas uma planta poderosa. Normalmente, as plantas funcionam em grupo. A força delas está sempre em conjunto. Daí a fórmula secreta dos meus produtos ser um grupo de plantas, porque todas são fortes e, juntas, combinam e dão um efeito ainda melhor.

Gamila Secret é uma marca de produtos de Beleza biológicos, sediada em Israel. A sua fundadora, Gamila Hiar, usou os conhecimentos adquiridos em décadas de estudos e experiências com plantas da Galileia, para criar uma fórmula única – e secreta – onde se combinam mais de 150 plantas e vegetais. O produto mais emblemático da marca é o sabonete (ou barra de limpeza) usado por celebridades e anónimos em todo o mundo. Actualmente, já são produzidos também outros produtos para rosto, mãos e pés, com a mesma filosofia. Em Portugal, os produtos da marca estão à venda em exclusivo na Perfumes & Companhia.

Em 2008 visitei a sua fábrica em Israel, onde são produzidos os sabonetes e demais produtos. Dez anos depois, a forma de produção e a fórmula mantêm-se inalteradas ou houve alguma evolução ao nível técnico, seja na produção, equipamento ou outro?

Não muito. Gosto de manter tudo como sempre funcionou, não vou entrar em muitos modernismos. Quero manter a receita original e não estou interessada em produzir para ganhar mais, apenas para facilitar a produção. Recusei a proposta de um senhor que tinha uma máquina em que, em vez de eu ter 50 senhoras a trabalhar, me bastavam duas para obter o mesmo resultado. Este trabalho é a fonte de rendimento dessas mulheres e eu estou cá para as apoiar, e não para ver mais dinheiro na minha conta.

No meu testamento tenho um pedido aos meus filhos para preservarem o que faço e para que todas as gerações que se seguirem não alterem esta forma de trabalhar, os ingredientes e a fórmula secreta.

Como gostaria de ser recordada daqui a 100 anos? Como a senhora que criou a barra de limpeza Gamila ou a senhora que tornou o mundo melhor?

Gostava de ser recordada como alguém que criou uma barra de limpeza, que deu o sustento a muita gente, que melhorou a pele de muitas pessoas, e ainda que curou também muitos problemas. Mas o mais importante foi mesmo criar uma barra de sabonete que deu de comer a muita gente.

Gamila

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Receba antes de toda a gente as melhores dicas de Beleza.

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.