Há pessoas por quem os olhos insistem em passar mais do que uma vez. Mesmo antes de abrir a boca e soltar a voz enérgica, Diana Ross já era vistosa e tinha presença. E porquê? Porque era (e é) autêntica.

Em 1959, aos 15 anos, começou a fazer parte do grupo musical feminino The Supremes. Quatro anos depois, o carisma e o talento levaram a melhor, tornando-se a vocalista do trio. Foram várias as canções que ficaram em primeiro lugar no Billboard Hot 100 e o êxito era tal que a banda chegou inclusive a ter uma estrela no Passeio da Fama em Hollywood.

Este sucesso lançou ainda a corda para que outros artistas de soul e R&B pudessem ascender. Mas, em 1970, havia que mudar e a cantora norte-americana deu início à sua carreira a solo.

Ano novo, vida nova, penteado novo. Abandonou o corte bob esticado e deixou-o 'au naturel' – selvagem, volumoso e crespo – mas sem nunca abandonar a make-up extravagante. A juba foi o casamento perfeito com toda a vivacidade que lhe era (e é) característica e, conhecendo a influência que as celebridades têm na Moda e nas tendências, o look natural de Diana serviu de mola para popularizar os cabelos afro, até então estigmatizados, sobretudo nos anos 70 e 80.

30 penteados para cabelo afro que provam a sua Beleza
30 penteados para cabelo afro que provam a sua Beleza
Ver artigo

A artista trilhou um caminho que resultou em marcos históricos na música. Foi considerada uma das mais influentes cantoras da música soul, R&B, jazz e da cultura pop. Em 1993, entrou para o Livro de Recordes do Guinness como a artista feminina de maior sucesso. As suas músicas estavam carregadas de poder – declarações de amor e valor próprio, bem como hinos feministas e de libertação dos estereótipos.

Cada pessoa marca o mundo de alguma forma e Diana Ross desafiou o seu tempo através das suas canções e da sua personalidade. Mas não foi só na música que se destacou: ficámos a conhecer a sua faceta de atriz em 1972, quando participou no filme 'Lady Sings the Blues', que lhe valeu uma nomeação para o Óscar de Melhor Atriz e a fez vencer o Globo de Ouro como Revelação Feminina.

Que Diana Ross é uma Diva, já todos sabemos. Mas poucos sabem que antes de dançar ao sabor da música, havia estudado moda e cosmetologia. Diana chegou inclusive a aventurar-se na indústria da Beleza: em 2005, aceitou ser o rosto da linha Beauty Icon da marca de cosmética MAC, e em 2017 lançou o seu próprio perfume, 'Diamond Diana'.

No que toca à Beleza do dia-a-dia, a cantora é oito ou oitenta. Ora a vemos com looks exuberantes, quando o evento assim o exige, apostando em batons e sombras vibrantes, longas pestanas, eyeliner e lápis preto, ora deixa em casa toda a maquilhagem quando sai à rua: “Se eu vou ao supermercado, não uso maquilhagem. Apenas ponho os meus óculos de sol. Tenho uma vida real, sou mãe, avó e tia, antes de ser uma celebridade”, disse à Vogue.

Ainda hoje, aos 76 anos, a cantora continua a arrancar elogios e, aqui na Miranda, apreciamos sobretudo o facto de se assumir como é.

Relembre alguns looks de Diana Ross:

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.