O início deste milénio não foi fácil. Nas rádios dominava Avril Lavigne, nos pés reinavam os icónicos Buffalo sneakers e, na maquilhagem, os lábios eram território quase exclusivo de apenas um produto: o lipgloss.

Pois eis que agora este voltou a fazer um verdadeiro ressurgimento (bem como os controversos ténis). Foram precisas quase duas décadas – ainda que o aparecimento dos batons líquidos captasse algum desse espírito nostálgico – mas não há margem para dúvidas: o gloss voltou.

Tons de batom para todos os tipos de pele
Tons de batom para todos os tipos de pele
Ver artigo

Felizmente, a tecnologia soube acompanhar e se há denominador comum entre os novos glosses é a designação “not sticky”, o que em português não é mais do que “sem efeito pegajoso”.

Ou seja, ficamos com todo o brilho e aspecto glossy e juicy (para os fãs de um bom #throwback basta pensar nos célebres Lancôme Juicy Tubes), mas libertamo-nos finalmente do martírio que era ficar com o cabelo colado aos lábios.

Mais ou menos revivalistas, rendemo-nos à fórmula.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.