Proponho voltarmos atrás, para uma introdução mais personalizada. Recordo-me, como se fosse ontem, o dia em que recebi do meu pai uma caixa de frascos de perfume outrora pertencentes à minha bisavó. Alguns ainda intactos, fechados, selados e nas suas caixas originais. Os meus olhos brilharam.
Guerlain, Houbigant, Coty, L.T. Piver, Giraud et Fils, Berdoues, Lalique, Robert Piguet, Chanel e Dior... ali estavam reservados para me fazer viajar. Imaginei-a a usá-los, na opulência de outros ambientes e de um tempo que já lá vai. Uma viagem mágica.

#OPerfumista: aromas em vidro numa exposição histórica
Frascos de Perfume de toucador da Ceia & Simões, Marinha Grande, Portugal

Aos poucos, fui descobrindo, um a um, abrindo cuidadosamente (os que já estavam abertos) e procurando o seu aroma, na esperança de ainda conseguir sentir uma réstia do que haviam sido e que o tempo e a natural implacável oxidação acabaram por fazer alterar ou fazer desaparecer.

Perfumes, usar sem pressa, mas sem demora

Um perfume assim, que é produzido e colocado num frasco, inicia o seu processo de envelhecimento e oxidação, o que significa que logo que o começamos a usar devemos, idealmente, continuar a usar durante os meses seguintes. Nunca mais do que um ano.
Certamente que já experimentou perfumes que ficaram esquecidos no armário ou que simplesmente foram trocados por outro - e sobre isso falaremos outro dia -, e que quando os cheira sente que estão diferentes ou que o seu aroma já não é bem o que tinha na memória...
Pois bem, é a prova de que os perfumes, como todos os prazeres da vida, devem ser consumidos sem pressa, mas sem demora. Como diz o ditado, vão-se os anéis, ficam os dedos.

#OPerfumista: aromas em vidro numa exposição histórica
Frasco do perfume Cactus, Lalique, França

Pois neste caso ficaram os frascos de vidro e as respectivas embalagens que pela antiguidade e história familiar guardei, achando que tinha um tesouro. Até que um dia conheci o Afonso Oliveira e a sua magnífica coleção de mais de 3000 frascos de perfume. Uma das maiores e mais importantes da Europa, e que agora se apresenta uma pequena, mas extraordinária, parte no Museu da Marinha Grande.

Aromas em Vidro

#OPerfumista: aromas em vidro numa exposição histórica
Frascos de Perfume da Fabrica das Gaivotas, Lisboa, Portugal

Patente até dia 16 de junho, esta mostra revisita a evolução da perfumaria apresentando algumas preciosidades produzidas em Espanha, e particularmente em França, pela Lalique, Baccarat e Guerlain ou por algumas empresas portuguesas como Fábrica-Escola Irmãos Stephens, Companhia Industrial Portuguesa/IVIMA, Centro Vidreiro do Norte, Fábrica das Gaivotas, Atlantis, entre outras, demonstrando a importância que a indústria da perfumaria portuguesa já teve e que acabou por praticamente desaparecer, até há poucos anos, quando começaram a surgir novos projectos e novas marcas nacionais.

#OPerfumista: aromas em vidro numa exposição histórica
Frascos de perfume de toucador, Fábrica Atlantis, Portugal

Nesta exposição encontram-se frascos das principais marcas portuguesas de perfumaria, parte delas já desaparecidas e outras em fase de relançamento, como Couraça, Claus & Schweder, Ach Brito, Argon, Nally e Confiança de Braga.

#OPerfumista: aromas em vidro numa exposição histórica
Conjunto de frascos da Fábrica Myrurgia, Mimosas de Oro, Suspiro de Granada e Maderas de Oriente, Espanha

Espero que esta exposição desperte a atenção de muitos pelo interesse e especificidade e suscite novos projectos perfumados com o selo Produzido em Portugal.

Imagens gentilmente cedidas pelo arquivo da Câmara Municipal da Marinha Grande - Museu do Vidro
Fotógrafo: Jorge Soares

Museu da Marinha Grande, chegar lá e horários
Praça Guilherme Stephens, 2430-522, Marinha Grande
Tel. 244  573  377
Terça-feira a domingo, das 10h às 13h e das 14h às 18h

É um apaixonado por aromas e perfumes. Formado em Composição de Perfumes na Cinquième Sens, em Paris, membro da Société Française des Parfumeurs e júri do Prémio Máxima de Beleza, Lourenço Lucena cria perfumes e organiza formações e eventos, sempre em torno deste universo mágico. Adoramos fazer com ele esta viagem olfactiva. 

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.