Dizem que os olhos são o espelho da alma. E que a troca de olhares é uma forma de comunicação. Quando pintalgamos a cara de uma ponta à outra, nunca são ignorados. Colocamos máscara de pestanas, por vezes eyeliner e quase sempre sombra. Porque gostamos deles expressivos e repletos de personalidade. Mas será que estamos a escolher a sombra certa para a cor dos nossos olhos? Dizem que cada cabeça, sua sentença. O mesmo aqui também se aplica: cada sombra, sua sentença. Sejam os olhos castanhos, azuis ou verdes, há uns que puxam para as cores nudes, já outros para as tonalidades mais vivas. Porque não queremos que volte a aplicar o pincel na sombra errada, falámos com quem é perito nestas andanças: Mafalda Belo, Marta Alves e Mariana Casanova.

Para quem tem olhos castanhos:

Os olhos castanhos são os olhos mais comuns em todo o mundo, variando desde o castanho claro até ao castanho mais escuro. No campo da maquilhagem, esta é uma cor que nos permite usar todas as tonalidades de sombras, sendo que os tons quentes são os mais populares. Da palete de sombras, destacam-se o pêssego, bronze, castanho, verde, azul escuro, preto e o laranja. Podemos dizer que quem tem olhos castanhos tem o trabalho facilitado.

Para quem tem olhos azuis:

Quem tem olhos azuis sofreu uma mutação genética que levou à perda da capacidade de produzir a cor castanha. Mais comuns nos países nórdicos e na Escandinávia, os olhos azuis são dos mais desejados em todo o mundo. No momento da escolha da sombra, o ideal é optar por cores que valorizam o azul, como o cinza, dourado, bronze, prata, coral e preto. Fica a ganhar se usar um lápis de olhos em tons que inclinam para o bronze. O resultado? Um olhar profundo e expressivo.

Para quem tem olhos verdes:

Os olhos totalmente a 100% com a cor verde são os mais raros, sendo que é mais comum encontrarmos variações, ou seja, os olhos popularmente conhecidos como os olhos esverdeados, com predominância do castanho ou azul. Nesta cor de olhos, as nossas peritas aconselham o uso das cores berinjela, cor de vinho, castanho, verde-escuro, rosa médio ou rosa avermelhado, cinza-escuro e preto. O mais acertado é criar um balanço entre a tonalidade dos olhos e a tonalidade da sombra.

E o que mais aprendemos com Mafalda BeloMarta Alves Mariana CasanovaQue o segredo está nada mais, nada menos que em criar harmonia entre os olhos e as sombras. O truque é optar por uma sombra complementar à tonalidade do olho, ou seja, uma sombra que ponha em serviço o ideal de contraste.

Newsletter

O seu ritual de Beleza tem mais um passo: assine a newsletter Miranda e receba as novidades da cosmética e artigos dos nossos #RealFluencers no seu email.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda