Susana Chaves, Diretora

Equipa Miranda: 20 produtos e gestos sustentáveis que introduzimos na nossa rotina de Beleza

A sustentabilidade não é fácil de gerir em casa de uma editora de Beleza! A quantidade de produtos recebidos todas as semanas torna essa tarefa desafiante mas, já há muitos anos, que tento usar a minha "voz" e as minhas palavras escritas para que marcas, agências de comunicação e até os próprios criadores ou fundadores de marcas reflitam melhor na forma como pensam os produtos que lançam, como fazem os envios para as jornalistas e influencers (abolindo plásticos e caixas não reutilizáveis ou materiais desnecessários e gifts que consomem muito tempo na tarefa de desmanchar, separar, aproveitar e até oferecer). Que não seja mal-entendida: valorizo muito e é um prazer ter uma profissão que consiste em testar produtos de Beleza mas já perdi a conta aos sacos de pano, garrafas de água ecológicas (!), espelhos de mão ou de mesa, que consigo usar ou oferecer na minha vida. Sinto que, uma vez que participo deste ecossistema que é um dos grandes utilizador de água e plástico, o mínimo que posso fazer é alertar, avisar, pedir e até.... ser chata. A causa é maior do que o constrangimento que possa provocar. Aproveito este artigo e as chances que terei de que esta mensagem passe a decisores neste processo para dizer que, hoje em dia, raramente darei muito destaque a embalagens ou press-gifts pouco ecológicos e tento privilegiar, no tempo e espaço que tenho ao meu dispor, as marcas que fazem um esforço extra nesse sentido. Se o planeta não respirar, o menor dos nossos problemas será uma pele linda e luminosa... Posto isto, partilho de forma mais resumida alguns produtos e gestos que passei a integrar na minha rotina.

  • Poupar água: há muitos anos que tenho 1 garrafa de água cheia dentro dos autoclismos, que fecho a torneira para lavar os dentes, que reaproveito a água da máquina de secar para regar as plantas, que tomo banhos mais curtos mas, mais recentemente, adotei um conselho da nossa querida #Realfluencer Catarina Barreiros e a diferença no consumo, é incrível. Espreitem aqui.
  • Cotonetes: posso dizer-vos que este é, sem dúvida a mudança que mais prazer me deu fazer. Tenho de admitir que gosto de limpar os ouvidos depois do banho, com um cotonete, além de os usar para todo o tipo de retoques de make-up. Mesmo os de papel me faziam já "confusão" pela quantidade que se usa por semana ou mês. O Last Swab é das melhores invenções de beleza, de SEMPRE. Do material, à utilização, lado prático e ao facto de haver um para limpeza e outro para maquilhagem... os meu respeito e admiração vai para a fundadora desta fantástica marca.
  • Sabonete sólido: seja para lavar as mãos, o corpo ou o cabelo, a evolução dos sólidos nos últimos anos é simplesmente incrível. Tenho experimentado fórmulas incríveis como a do champô sólido da Garnier e a barrinha de limpeza da Gallinée. E sim, também há luxo nos sabonetes sólidos: quão incrível é este do Nº5 da Chanel?
  • Algodões desmaquilhantes: a felicidade de nunca mais comprar cotonetes só se compara à alegria de nunca mais ter usado discos desmaquilhantes. Adoro estes da Glov, disponíveis em cores diferentes. Fica por resolver como se retira o verniz mas... talvez reaproveitando esta solução da Sephora? Mandem sugestões.
  • Esponja de banho: adoro sentir a pele do corpo limpa, limpinha e bem esfoliada. Esponjas sintéticas já são um no-no cá em casa há anos e estas loofas aparecem com frequência em press-kits e são um gift sempre bem-vindo: tanto as uso no banho, como para lavar a loiça o que é um bónus porque deixei de comprar esfregonas da loiça! :)
  • Escova de dentes: se há peça com ar mais artificial e não reciclável, é a boa velha escova de dentes. Sou fã da Foreo e, quando lançaram estas escovas Issa com bateria, feitas de silicone médico, fiquei maravilhada, nunca mais as deixei e já lá vão umas boas 50 escovas normais que deixei de comprar.

Joana Maia Rodrigues, Editora

Equipa Miranda: 20 produtos e gestos sustentáveis que introduzimos na nossa rotina de Beleza
As escolhas amigas do ambiente da Joana

  • Confesso que desde muito pequena que o desperdício de água era uma preocupação à qual estava atenta. Contudo, quando mergulhamos mais fundo no mundo da Beleza, percebemos que existem pequenos gestos que podemos adoptar e que fará diferença na preservação do nosso planeta. Dito isto, um dos primeiros gestos que adoptei foi experimentar um champô seco em pó, o que excluí a propagação de aerossóis no ambiente. Já tinha visto algumas reviews sobre este No Drought da Lush e resolvi comprar nunca viagem. Pode exigir uma dinâmica um pouco mais cuidadosa para não sujar a roupa (especialmente se for preta), contudo os resultados são iguais aos champôs secos em spray. Lembrando ainda que a sua composição é na maioria ingredientes naturais.
  • Outra mudança que mudei rapidamente na minha rotina foram os cotonetes. Sei que o ideal é simplesmente deixar de os usar, mas confesso que é um hábito difícil de abandonar, seja para a higiene dos ouvidos ou para corrigir alguns erros de maquilhagem. O que fiz? Opto pelos cotonetes de papel ou de bambu que me garantam a sua biodegradabilidade.
  • De forma a diminuir a produção do lixo que faço, dei as boas-vindas aos discos de limpeza laváveis e reutilizáveis. Para além de nos pouparem alguns euros a longo prazo, são super práticos já que basta acrescentar à máquina de roupa que lavaria normalmente. Os meus preferidos são os discos da Glov pela sua maciez e suavidade, não deixando a pele sensibilizada.
  • No mesmo sentido, outro produto que passou a fazer parte da minha rotina foram os óleos desmaquilhantes, neste caso o Perfect Cleansing Oil da Shiseido que foi amor à primeira utilização. "Mas Joana, porquê que este produto pode ajudar o nosso planeta?" Ora, na minha opinião, o facto de não termos de utilizar discos de algodão na hora de desmaquilhar, é uma forma de minimizar os desperdícios, porque até os reutilizáveis tem utilizações finitas. Quanto menos os usarmos, mais longa será a sua vida e menos lixo haverá.
  • Outro gesto que estou a tentar adoptar aos poucos, é a utilização do champô sólido. Digo usar, pois tendo o cabelo seco e encaracolado, nem sempre é fácil encontrar um produto que satisfaça as necessidades de hidratação, nutrição e definição. No entanto, cada vez mais encontramos opções variadas que nos colocam no caminho certo. O champô sólido Shake Your Coconuts da Foamie tem sido eleito e digo-vos, o cheirinho dele é irresistível, para além do fio que o permite pendurar evitando o aparecimento de bactérias e fungos.

Liliana Pedro, Jornalista

Equipa Miranda: 20 produtos e gestos sustentáveis que introduzimos na nossa rotina de Beleza
As escolhas amigas do ambiente da Liliana
  • Não sou o pináculo da sustentabilidade, mas a verdade é que tenho vindo a adotar, à medida que tenho vindo a ficar mais consciente, hábitos amigos do planeta terra, em especial na Beleza. Um desses hábitos está relacionado com o champô sólido. Das primeiras vezes que ouvi falar nele, não achei que fosse virar fã, mas, a verdade, é que testou adorar utilizar este Champô Sólido da Foamie, que cumpre 'tim tim por tim tim' tudo aquilo que promete: recuperação intensa e fortalecimento do cabelo danificado;
  • Ainda na rotina de Beleza, sempre que consigo, tento sempre optar por produtos não testados em animais, como é o caso destes Adesivos para Olhos Iluminadores da Pixi, que estão a ter um grande buzz devido às suas propriedades hidratantes e revigorantes. Até a minha mãe, que é extremamente sensível na zona do ocular, está a dar-se bem com estes pequenos. Aconselho vivamente!
  • Há que mencionar que estou cada vez mais adepta de produtos vegan. A NYX, para além de ser acessível a todas as carteiras, tem uma panóplia recheada de produtos com o selo vegan. Estou rendida a este Gel de Sobrancelhas Control Freak. Pelinhos das sobrancelhas no lugar, assim, numa só passagem;
  • Foquemo-nos na proteção solar. A marca de Beleza SVR já lançou a sua coleção de protetores para 2021, com novas fórmulas e cada vez mais amiga dos oceanos. O Sun Secure Blur é o meu favorito da gama Sun Secure e um dos meus protetores solares de eleição. Garante que a pele fique protegida da radiação solar (UVA, UVB, visível e infravermelha), deixando a tez uniformiza, sem imperfeições e com uma textura aveludada.
  • Para finalizar a rotina de Beleza, os Discos de Limpeza Laváveis e Reutilizáveis foram uma descoberta maravilhosamente brutal. Estes da GLOV têm removido a maquilhagem até ao último restinho de máscara de pestanas. Para além de estar a ajudar o ambiente, pois, como todos sabem, os discos de limpeza diários são poluição desnecessária, estou a ser amiga da minha carteira. Ah, pois é!

Rafaela Pinto, Estagiária

Equipa Miranda: 20 produtos e gestos sustentáveis que introduzimos na nossa rotina de Beleza
As escolhas amigas do ambiente da Rafaela
  • Desde pequena que me foram incutidos hábitos de sustentabilidade e preservação do meio ambiente, como reciclar o lixo ou fechar a torneira da água enquanto lavava o cabelo, e por muito que fossem pequenos gestos, sei que faziam (e fazem) uma grande diferença no planeta. Felizmente, a sustentabilidade é um fator cada vez mais importante para as marcas de Beleza e, havendo essa oferta, tento sempre optar pelos produtos com origem biológica, como é o caso do Gel de Limpeza Detox Vegan de Garnier Bio, com extratos vegetais e um aroma 100% natural. Convenceu-me pelo facto de remover por completo todas as impurezas, ao mesmo tempo que hidrata, acalma e refresca a pele. Mais uma prova de como os produtos sustentáveis podem ajudar o planeta e manter igualmente a sua eficácia.
  • Sendo eu uma apaixonada por maquilhagem, sempre que chegava a hora de a remover e fazer a minha rotina de Beleza, dava por mim a colocar no lixo mais discos de algodão do que aqueles que realmente devia. E foi então que decidi escolher um método mais sustentável: os discos reutilizáveis. Agradeceu o ambiente e a minha pele, que ao desmaquilhar torna-se muito sensível. Os Discos Reutilizáveis de Limpeza da Re.store são feitos a partir de tecidos reutilizados da indústria têxtil em Portugal e são 100% sustentáveis. Removem a maquilhagem de forma suave e delicada, deixando a pele limpa e sem qualquer vestígio de sujidade.
  • Confesso que quando surgiu uma forma mais ecológica de lavar o cabelo fiquei muito curiosa para experimentar. Este Champô Sólido Vegan da Love Beauty and Planet, específico para cabelos pintados, é muito suave e tão hidratante que quase não precisa de passar amaciador no final. A manteiga de murumuru ajuda a manter o brilho natural do cabelo e, de facto, não senti grandes alterações na cor, o que é ótimo.
  • Se há formas tão simples de ajudar o planeta como trocar a escova dos dentes de plástico por uma de madeira, porque não ajudar? O efeito é o mesmo e ainda temos a vantagem de diminuirmos o consumo de plástico. São cada vez mais fáceis de encontrar e a preços amigos da nossa carteira. A Escova de Dentes de Bamboo da Colgate é biodegradável e dispõe de umas cerdas muito macias, ideal para quem sofre de gengivas sensíveis, como é o meu caso.
  • Ao contrário do que muita gente possa pensar, o copo menstrual não é um “bicho de 7 cabeças”. Para além de ser uma opção mais higiénica, é também a mais amiga do ambiente. É sustentável, reutilizável e se for bem estimado pode durar até 10 anos. Para mim, foi um processo gradual até sentir que fazia sentido na minha rotina e, acima de tudo, até me sentir confortável. E se há uns anos para cá, eram difíceis de encontrar, agora existem copos menstruais de várias marcas, tamanhos que se adaptam a cada pessoa e com preços bem acessíveis. Este Copo Menstrual, que se encontra no supermercado Mercadona, é composto por material TPE de classe média, é hipoalergénico, muito fácil de colocar e retirar e oferece até 12h de proteção.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.