Lançado no ano passado, K by Dolce & Gabbana apresenta-se agora como uma Eau de Parfum. Novo perfume, nova fragrância: enquanto a Eau de Toilette se desenvolve num crescendo de citrinos, despertado por uma intensidade aromática e ardente, sustentada por madeiras nobres, já a nova Eau de Parfum revela uma nova especiaria, um coração mais sensual e uma base mais forte e amadeirada.

As duas perfumistas, as francesas Daphné Bugey e Nathalie Lorson, responsáveis pela criação da fragrância original, reinterpretaram agora as facetas intensas e magnéticas deste “rei” moderno – a coroa continua a dominar o frasco, agora num azul profundo – sempre inspiradas pelo pitoresco da paisagem da Toscânia.

Nova Eau de Parfum 'K by Dolce & Gabbana' nas palavras das perfumistas que a criaram

Recolhemos, em exclusivo, as suas "notas de criação":

O que consideram mais gratificante na criação de fragrâncias para a Dolce & Gabbana Beauty e como evolui o vosso relacionamento com a marca?

Já trabalhamos com a Dolce & Gabbana há vários anos. É um privilégio poder criar para uma marca italiana tão forte e icónica. Quanto mais trabalhamos juntos, melhor entendemos a marca e isso dá-nos a possibilidade de uma visão clara e criativa.

O que vos fascina na Dolce & Gabbana?

A Dolce & Gabbana representa uma incrível mistura entre a tradição italiana e a modernidade global. É uma combinação atraente que é fascinante e revigorante. O ADN da marca é tão forte, e não há outra marca com esta combinação de luxo, artesanato e energia moderna.

Que inspiração receberam dos designers sobre K by Dolce & Gabbana Eau de Parfum?

Os designers pediram-nos para revelar um novo lado do homem K by Dolce & Gabbana, dando um vislumbre mais íntimo do coração de um rei moderno. Eles queriam que esta fragrância incorporasse realmente as profundezas do seu caráter e as suas paixões mais íntimas.

Como descreveriam esta fragrância em três palavras?

Magnética, intensa e carismática.

Ambas foram as perfumistas do original 'K by Dolce & Gabbana Eau de Toilette'. Qual foi a diferença nesta nova inspiração?

Para o original 'K by Dolce & Gabbana', criámos o primeiro capítulo para representar o homem italiano moderno – autêntico, robusto e sensual, mas também generoso, sedutor e sincero. Um "rei" confiante, com um coração de ouro. O perfume mostra um lado mais pessoal e íntimo dele. Revela o homem por trás da coroa – o seu intenso amor pela família e a sua verdadeira alma e essência.

Qual a diferença entre a nova Eau de Parfum e a Eau de Toilette?

Embora ambas sejam fragrâncias amadeiradas e especiadas, a nova Eau de Parfum é uma alternativa mais intensa e sedutora à original Eau de Toilette. Tem uma nuance especiada mais poderosa, um coração mais sensual e uma base amadeirada mais forte.

6 truques para fazer o perfume durar (realmente) mais tempo
6 truques para fazer o perfume durar (realmente) mais tempo
Ver artigo
Como trouxeram algo novo para a Eau de Parfum, mantendo a fiel essência de K by Dolce & Gabbana?

A nova fragrância é outra faceta do rei – é uma expressão mais intensa dele. Mantivemos a base do original, com citrinos frescos, a essência ardente de malagueta e as madeiras nobres, adicionando cardamomo, leite de figo e madeira de 'nagarmotha'. O cardamomo intensifica a nuance picante, o acorde de leite de figo traz um toque suave e cremoso ao coração da fragrância, e a madeira de 'nagarmotha' adiciona uma qualidade magnética e fumada à base do perfume.

Que tipo de homem imaginam a usar 'K by Dolce & Gabbana Eau de Parfum' e qual a diferença entre este e aquele que usa a fragrância original?

Ambas as fragrâncias são para um homem que é o rei da sua própria vida. Ele é carismático e autêntico; ele é sedutor, generoso e inspirador. A diferença é que a Eau de Parfum revela as facetas mais íntimas e pessoais da sua personalidade – as suas paixões e os seus sonhos mais íntimos. A Eau de Parfum tem mais intensidade, por isso é a fragrância que este rei moderno pode usar à noite, enquanto a Eau de Toilette é mais adequada para o dia-a-dia.

O que consideram único e especial nesta nova fragrância?

A fragrância é totalmente transportadora. Quando cheiramos o perfume, podemos sentir o calor da Toscânia e inalar o aroma fresco de frutas cítricas, aromáticas, e a envolvência das colinas de terra arborizadas. Pode sentir-se a brisa a tocar sobre a pele e a intensidade da essência da malagueta e do cardamomo. Esta fragrância capta completamente a magia do campo italiano – a força da terra, o calor do sol e os tons dourados da paisagem.

Em que é que o processo de criação da Eau de Parfum difere do do original 'K by Dolce & Gabbana'?

Nathalie Lorson: Para a original Eau de Toilette, a Daphné criou a fragrância inicial, com as notas de coração amadeiradas, cítricas e especiadas, e eu completei a composição, realçando as notas aromáticas. Para a nova Eau de Parfum, o nosso processo foi muito diferente. Ambas partimos da Eau de Toilette existente, explorando diferentes ideias para criar uma versão intensa. O nosso foco era adicionar novos elementos e ingredientes para irmos ainda mais longe.

Uma vez que os designers partilharam convosco a sua inspiração, como é que colaboraram juntos para criarem um perfume que representa a visão deles? Como funciona, exatamente, duas pessoas trabalharem juntas para criarem um perfume?

Daphné Bugey: A criatividade é uma expressão individual, por isso cada perfumista deve primeiro trabalhar nas suas próprias ideias. Desenvolvemos diferentes temas individualmente, testando, experimentando e explorando diversos caminhos da criatividade, e escolhemos as direções em que gostaríamos de nos concentrar. Depois disso, eu e a Nathalie juntamos as nossas ideias e trabalhamos juntas, partilhando, alimentando e enriquecendo-as mutuamente, prova após prova, para chegarmos à composição perfeita. Esta colaboração é tão valiosa para a experiência da criação – abre novos caminhos e leva-nos a alguns lugares que nunca poderíamos alcançar sozinhas.

Em que diferem os vossos estilos individuais como perfumistas, e como é que esses estilos pessoais influenciaram a criação de 'K by Dolce & Gabbana Eau de Parfum'?

N.L.: Cada uma de nós tem o seu próprio estilo. Adoro reinventar notas amadeiradas e ingredientes de prestígio e de alta qualidade. A Daphné adora usar ingredientes invulgares e inesperados, para criar surpresa e prazer num perfume. Estes estilos diferentes complementaram-se muito, pois o desafio era criar uma fragrância intensa e apaixonante, respeitando os ingredientes de alta qualidade, mas trazendo também algo novo e moderno.

Para vocês, quais são as etapas fundamentais na criação de uma fragrância?

Nós as duas gostamos de começar cada projeto novo com a mente limpa. Adaptamo-nos a cada tema, entrando no universo da marca e na história específica que a equipa partilha connosco. Nós traduzimos isso em aromas, usando as nossas próprias perceções, experiências e intuições. Escolhemos cuidadosamente materiais e ingredientes preciosos para expressar as nossas ideias da maneira mais convincente. Assim, revisitamo-los e tentamos sempre desenvolver novas associações; a criação é tentar e testar muitas combinações e dosagens. Por fim, construímos diferentes facetas e procuramos o melhor equilíbrio para criar uma alquimia de uma emoção única e sofisticada.

Quando estão a criar um perfume é como se estivessem a criar modelos de referências visuais, por exemplo? É como criarem uma fragrância visual para vocês mesmas?

D.B.: Na verdade, nós as duas somos muito visuais. Eu impregno sempre textura, cor e forma nas fragrâncias. Da mesma forma que a Nathalie se inspira nas cores e formas, e qual é o seu papel na fragrância. O nosso trabalho é quase sempre feito nas nossas cabeças. Conhecemos os nossos ingredientes, as suas facetas, o seu cheiro, como interagem com os outros, e traduzimo-los numa narrativa olfativa.

Os perfumes têm prazo de validade?
Os perfumes têm prazo de validade?
Ver artigo
Como é que estão a mudar a vossa abordagem em relação à perfumaria?

Hoje, os consumidores conscientes não querem comprometer-se. Precisamos de criar fragrâncias distintas que ofereçam experiências emocionais, mas também atendam às expectativas do consumidor, quer quanto à naturalidade e sustentabilidade, quer quanto ao respeito da ética e dos regulamentos que geram um impacto positivo no planeta. Estabelecemos estudos, métodos e ferramentas para nos ajudarem a fazer isso, estão sempre integrados no nosso processo de formulação e desenvolvimento. É um desafio totalmente novo, que vincula a criatividade à tecnologia.

Como se mantêm constantemente inspiradas e onde encontram essa inspiração?

A inspiração vem de todos os lugares da vida: encontrar pessoas, experimentar novos alimentos, viajar. A natureza é uma fonte infinita de inspiração. Combina os cheiros e emoções mais inesperadas. Brincando com cores, texturas ou formas, traduzimos a sua beleza incomparável em expressões olfativas. Tentamos copiar ou interpretar a natureza de uma forma autêntica na criação das nossas fragrâncias.

Qual é a vossa primeira memória olfativa?

N.L.: A minha infância em Grasse foi cercada pelos cheiros inspiradores das suas exclusivas flores. Lembro-me de passeios em família aos domingos, nas colinas de Tanneron, onde a mimosa cobria toda a área com o seu poderoso perfume empoado. Era fascinante.

D.B.: Como provavelmente em muitos casos, as minhas primeiras memórias olfativas estão relacionadas com a minha mãe. Fui muito influenciada pelas fragrâncias que ela costumava usar. Também me lembro do cheiro das flores de laranjeira, de quando morava em Baghdad e em Argel.

Quando é que decidiram, pela primeira vez, que queriam ser perfumistas?

D.B.: Desde os 10 anos que sou apaixonada por tudo o que constitui uma fragrância, e fascinada pelo poder do olfato. Colecionei frascos de perfume e visuais de comunicação – tudo relacionado com o mundo das fragrâncias.

N.L.: O meu pai trabalhava como químico na indústria de fragrâncias, então eu estive imersa no mundo dos perfumes desde muito jovem. Ele partilhou a sua paixão comigo e, talvez naturalmente, eu quis seguir os seus passos.

Quais os vossos ingredientes favorito para trabalhar e porquê?

N.L.: Não me permito ter um ingrediente favorito, pois estou continuamente à procura de novas e diferentes expressões de emoção. É importante para mim trabalhar com muitos elementos e combinações distintas, para criar perfumes com personalidades únicas.

D.B.: Adoro ser surpreendida pelos ingredientes – revisitá-los, experimentar novas associações. É como os meus gostos musicais, gosto de todos os estilos. Dependendo dos meus projetos, desejos e inspirações, escolho notas diferentes por instinto. É a minha maneira de deixar as portas abertas para a criação.

Quais são os vossos cheiros favoritos no mundo?

D.B.: O cheiro dos meus filhos, que ainda são muito pequenos. Também o cheiro dos meus sabores preferidos, já que sou muito gulosa: baunilha rica, bolo cozido, gengibre ralado, grãos de café moídos na hora, e o cheiro alegre de frutas cítricas espremidas. E depois a flor de laranjeira e o jasmim a florescer, que sinto o cheiro da minha janela acima do meu jardim em Lisboa. Todos esses aromas constituem o casulo quente da minha vida quotidiana.

N.L.: As férias de verão foram as lembranças mais felizes da minha juventude. Cheiros exóticos dessas memórias específicas deixam-me feliz: frutas de verão, suculentas e picantes; o cheiro salgado da areia quente da praia; protetores solares com fragrância de flores exóticas; sorvete de baunilha doce e praliné.

Quais as vossas dicas para os homens saberem como escolher uma fragrância?

N.L.: Eu acredito que o perfume é mágico, um sonho. As notas que ele usa são aquelas de que ele mais gosta e aquelas que o ajudam a contar a sua história.

D.B.: Não tenho dicas, exceto que experimentem na sua própria pele. A escolha do perfume é tão pessoal, subjetiva e emocional; devem colocar e perceber o que lhes toca, o que os faz sentir bem, e então deixarem-se levar pela magia.

E alguma dica para homens sobre as melhores maneiras de aplicar e usar um perfume? É diferente entre homens e mulheres?

Em geral, é melhor vaporizar e pressionar, e não esfregar. Podemos até vaporizar no ar e caminhar no meio da nuvem que é criada. Podemos também usar o perfume nos pontos mais quentes do nosso corpo, de pulsação, ou onde outras pessoas possam encontrá-lo: cabelo, orelhas, pescoço, peito, pulsos, pernas, roupas. No entanto, cada pessoa deve criar a sua própria experiência com o perfume. Devemos usar uma fragrância para nós mesmos, para expressarmos quem somos e quem queremos ser, e para nos sentirmos felizes. O mais importante é fazer tudo o que nos enche de emoções positivas: beleza, confiança e força.

Nova Eau de Parfum 'K by Dolce & Gabbana' nas palavras das perfumistas que a criaram

Newsletter

O seu ritual de Beleza tem mais um passo: assine a newsletter Miranda e receba as novidades da cosmética e artigos dos nossos #RealFluencers no seu email.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda