Era no Antigo Egipto que Cleópatra desbrava os mundos e fundos que a Beleza tinha para oferecer. Os óleos essenciais foram uma das suas inúmeras descobertas. Obtidos a partir de plantas aromáticas, são usados de forma tradicional na aromaterapia e em produtos de cosmética. Os óleos essenciais são produzidos a partir do processo de destilação ou de pressão a fio de folhas, raízes, flores e frutos. Ricos em compostos voláteis extraídos de plantas aromáticas, os óleos essenciais têm terpenos e compostos fenólicos. No entanto, cada óleo tem a sua própria constituição, que afeta não só a fragrância, com também a absorção e os efeitos terapêuticos.

Aromaterapia

É na aromaterapia que os óleos essenciais desempenham a sua primária função. Existem três formas de terapia. A primeira consiste na inalação indireta a partir de um difusor ou na vaporização do óleo nas almofadas ou nos lençóis. A inalação direta é segunda forma e é feita com um inalador individual composto por gotas de óleo essencial flutuantes em cima de água quente. Já a terceira forma de aromaterapia consiste na massagem, estando mais relacionada com os tratamentos de Beleza.

Cosmética

Os óleos essenciais não se ficam apenas pela aromaterapia, também a cosmética usufrui dos seus aromas e efeitos. A indústria da Beleza tem por hábito utilizar óleos essenciais para que os cremes os géis apresentem aroma agradável. No entanto, é preciso ter em mente que não se deve aplicar diretamente na pele óleos essenciais no estado puro, pois podem fomentar irritações.

Newsletter

O seu ritual de Beleza tem mais um passo: assine a newsletter Miranda e receba as novidades da cosmética e artigos dos nossos #RealFluencers no seu email.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda