"Massagista é muito pouco. Então uma body shaper expert é o mais certo", diz Izabel de Paula, quando pedimos que explique o que faz exactamente e que leva a que tantas pessoas, sobretudo mulheres, jurem a pés juntos pelos seus tratamentos.

"Eu olho para um corpo e eu sei exactamente o que é que eu vou fazer. Sei exatamente o que vou usar, não propriamente a marca e os produtos em si, mas os princípios activos que vão fazer com que aquela cliente, ao fim de 5 semanas, tenha um resultado top", afirma. "Vejo-me muito no conceito de body shaper expert, porque sou muito uma guru do corpo nesse sentido. Porque corpo é o meu foco, é aquilo que eu sei que eu faço bem, é aquilo que eu transformo. Eu transformo mesmo o corpo de qualquer pessoa que venha até mim".

Izabel "com z"

Nasceu em Ipanema, Rio de Janeiro, em 1975. Antes detestava o seu nome, mas, quando veio para Portugal, tudo mudou: "Passei a adorar, porque é pequenino - é só mesmo Izabel de Paula - e, como é com z, não era uma Izabel qualquer (risos)".

Corpos e inúmeros "antes e depois" inundam o Instagram da página do espaço de Izabel, que está há 23 anos em Portugal.

"Vim para Portugal com 19 anos, quase 20, e hoje tenho 43", conta, num exercício de memória que acaba por espelhar uma realidade não tão longíquoa do presente. "Lá [no Brasil] há muita violência, é uma inseguranca muito grande. Estar no Brasil é inseguro para qualquer um de nós. E como Portugal fala a mesma língua, eu me senti em casa", revela.

Da oftalmologia ao sexto-andar

O que é que ser body shaper tem que ver com oftalmologia? Nada. E tudo. É que foi lá que a brasileira começou quando chegou a solo lusitano. Foi no antigo Hospital Particular de Lisboa (hoje encerrado) que Izabel começou como assistente de oftalmologistas. "Mas passado umas semanas comecei a fazer drenagens linfáticas", conta, justificando-se que sempre foi muito proactiva. "Se me pedires um dedo eu faço dez (risos)". Acreditamos.

A corroborar a questão da proactividade, enquanto estava no hospital fez um curso de estética "durante dois anos, um curso caríssimo, numa escola", e um curso de drenagem linfática em pré e pós-operatório, "o que foi espectacular", diz com entusiasmo. E foi com este último que conseguiu o acesso ao "sexto piso", começando a trabalhar não só na zona de oftalmologia, mas também nos pós-operatórios. Apesar das formações, foi a experiência no hospital a mais determinante para o sucesso de Izabel. "Foi a minha escola", garante. "Foi lá que eu trabalhei com pessoas que tinham feito cirurgias reconstrutivas e estéticas, aprendi a fazer reabilitação do sistema linfático como um todo. Sou sincera, trabalhar no hospital, com doentes e pacientes, foi mesmo a minha escola."

Dry Brushing. Porque deve considerar a esfoliação do corpo a seco
Dry Brushing. Porque deve considerar a esfoliação do corpo a seco
Ver artigo

Mas eram os casos de pós-operatórios que a mais instigavam a querer saber (e fazer) mais. "Eu pensava 'só drenagem linfática?', e fazia uns amassamentos e via que aquilo estava subindo e tonificando. E dizia: 'doutor, eu vou criar uma marca minha'. E ele dizia: 'está louca'. Mas depois dizia: 'Izabel, porque é que a D. Joana, do quarto 218, está com a pele diferente, com a pele toda rija?'". Era o método Izabel de Paula antes de qualquer patente.

Daí à famosa massagem Levanta Bumbum foi um ápice: "Criei em 2005 e daí nunca mais parei."

O encerramento do estabelecimento hospitalar, em 2009, foi o momento certo para obrigar Izabel a arregaçar as mangas e a canalizar toda a sabedoria para um gabinete na Av. João XXI, em Lisboa. Entretanto o negócio cresceu, Izabel também, e agora tem um espaço só seu, na Av. Augusto Aguiar.

Izabel de Paula
Izabel recebeu a Miranda no seu espaço em nome próprio, no 1º esquerdo do número 15 da Avenida António Augusto Aguiar, em Lisboa.
"Eu queria ser médica. Mas como não pude ir para a faculdade, só pude terminar o 12º ano, acabei por não ir. Mas eu sempre soube que queria ajudar os outros. Sempre quis ter uma profissão na qual eu pudesse ser útil para a outra pessoa. Para mim, a minha filosofia de vida é ajudar, gostar do próximo e tratar bem do próximo."

De onde vêm os "os patrimónios"?

Se já viu Izabel pelo Instagram é inevitável que a tenha visto a referir-se aos seus patrimónios. "Eu chamo meus patrimónios às minhas clientes. É por isso que eu não chamo a Carolina, a Joana, não é porque eu não sei o vosso nome, mas para mim vocês são meus patrimónios", explica. A terminologia, como concorda Izabel, não foi inventada, mas a definição é distinta da encontrada no dicionário. "Património é um bem físico, dinheiro, carro, casa... Mas, para mim, o ser humano é o património mais valioso, porque não adianta de nada você ter dinheiro, bens materiais, se você não gostar de você. Então se você cuidar de você como seu bem mais precioso, então que olhemos para nós como bem material", justifica.

A paixão pelas unhas

"Sempre gostei de unhas. Aos seis anos eu já fazia as unhas dos pés e das mãos das minhas tias, mãe, vizinhas. Depois da escola ia para lá fazer unhas, num daqueles salões de bairro, no Brasil", revela Izabel. "Quando cheguei a Portugal continuei a fazer e até o dia de hoje eu tenho aquelas clientes que eu tenho de ir, não vou mais pelo dinheiro, mas porque fiz desde sempre".

Com emoção, a body shaper conta-nos casos de clientes, algumas em situações mais extremas que outras, que mudaram a sua vida. "Eu sou mesmo assim, eu sou muito afectiva", diz-nos com os olhos a brilhar, confessando que quando era mais nova tinha vergonha de ter as emoções à flor da pele. "Hoje em dia orgulho-me de ser eu própria", dispara.

Falar das raízes da outrora garota de Ipanema é também falar de um já longo percurso. Ainda assim, Izabel não deixa de ficar surpreendida quando concretiza, em resposta a uma pergunta, que dirige uma equipa de 10 pessoas. "Eu nunca tive uma recepcionista e agora tenho uma (risos). Nunca tive uma vendedora, agora tenho uma. Massagistas temos quatro. Tenho também uma contabilista, uma nutricionista, a Mafalda Almeida, e uma psicóloga, a Dra Filomena Domingues", contabiliza a profissional.

Métodos patenteados

A profissional patenteou as massagens Levanta Bumbum, Leg Fit Express, Barriga Fit e, mais recentemente, Shot Body Detox. A Levanta Bumbum continua, no entanto, a ser a mais procurada, conta à Miranda.

E porque ser atendida por Izabel só é mesmo possível em Lisboa, desde o ano passado que a body shaper dá formação do seu método, permitindo a que, de Coimbra ao Algarve, alguns profissionais já tenham autorização para utilizar o método Izabel de Paula.

O sucesso não se medirá pela visibilidade, mas essa não falta. Ana Sofia Martins foi das primeiras a catapultar o nome de Izabel de Paula para o reconhecimento. Hoje, entre apresentadoras, actrizes e influencers, muitas são as que se rendem às mãos da brasileira. Ver o reconhecimento é "muito gratificante", admite, acrescentando, entre risos, que chora sempre que vê alguma declaração ao seu trabalho.

Izabel trabalha descalça - aliás, é sempre descalça que se movimenta pelo chão, entre recepção, gabinete e corredores do espaço onde nos recebe para esta entrevista. E é essa atitude "pé no chão", como a própria descreve, que permite que trabalhe sem parar, entre massagens, livros e outros projectos a caminho.

Novo livro: "até eu comprava"

Os Pecados do Corpo é o mais recente lançamento editorial de Izabel, dois anos depois de Barriga Fit. "Fui buscar os pecados que o nosso corpo tem baseado nos sete pecados capitais", resume sobre um livro que define como: "até eu comprava". Chegou às livrarias este mês e inclui explicações, receitas mas também guias práticos "para cada pessoa poder fazer consoante cada problema", auto-massagens, dicas de alimentação, entre outros conselhos da body shaper.

Os Pecados do Corpo Dicas e Soluções para um corpo saudável de Izabel de Paula
Os Pecados do Corpo - Dicas e Soluções para um corpo saudável, de Izabel de Paula, € 16,60, disponível nas livrarias

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda