Ter rosácea é muito mais do que corar. Quem a tem sabe como é sentir na pele os sintomas da doença: desde a vermelhidão repentina à sensibilidade, aos desconfortos, especialmente, no rosto. Apesar de não existir uma cura definitiva, a rosácea tem diferentes tipos de tratamentos, incluindo uma boa rotina de skincare que ajude a prevenir os sintomas.

Estivemos à conversa com a dermatologista Dra Sofia Borges para saber como deve ser a rotina de cuidados de uma pele com rosácea e para esclarecer outras questões.

A poluição afeta o envelhecimento da pele? Um dermatologista responde
A poluição afeta o envelhecimento da pele? Um dermatologista responde
Ver artigo

O que é rosácea?

"Rosácea é uma dermatose inflamatória com afeção da face, embora em alguns casos possa também ter alterações oculares. O sintoma mais típico é a vermelhidão, associada a calor e desconforto, em resposta a estímulos simples como o calor, radiação solar, stress e alimentos picantes. Pessoas com pele mais clarinha e mulheres em idade jovem/meia-idade têm maior predisposição", explica.

Existe diferentes tipos de rosácea, qual é o mais comum?

"O tipo de rosácea mais frequente é eritemato-telangiectasica, na qual a pessoa fica facilmente vermelha em resposta a estímulos externos, sendo que esta vermelhidão pode passar a tornar-se fixa e com aparecimento de vasos no rosto.
Em alguns casos, aparecem pápulas e/ou pústulas semelhantes a “borbulhas” e, por isso, facilmente confundidas com acne, o que leva a um errado tratamento e prolongar da situação".

Rotina de Skincare

A rotina de skincare deve ter todos os passos essências de forma semelhante a qualquer pessoa:

  • Limpeza: opte por uma loção de limpeza com ativos que contenham uma base calmante e anti-inflamatória
  • Anti-oxidantes: neutralizam os efeitos nocivos dos radicais livres e criam uma barreira protetora
  • Hidratação: hidratantes que ajudem a recuperar a barreira protetora da pele e a promover uma ação calmante
  • Protetor solar: aplicado diariamente e com fator de proteção 50 ou mais

Reforçar o uso de proteção solar é fundamental. Não apenas porque a radiação é um fator desencadeante dos sintomas, como a longo prazo, estas pessoas tendem a mostrar um envelhecimento mais precoce e marcado.

O que evitar:

"Deve-se evitar potenciais produtos irritantes como alfa e beta-hidroxiácidos e retinol. Não significa que estejam proibidos, apenas devem ser realizados de acordo com tolerância, de forma gradual, com escolha de ingredientes menos irritantes e sempre reforçando a hidratação e conforto da pele", reforça.

Antes de começar a investir em produtos, é importante aconselhar-se com um profissional, neste caso, um médico dermatologista. "Pacientes com rosácea são pacientes com pele extremamente sensível, cujo desconforto, ardor, “arrepanhar” não são facilmente explicáveis e, portanto, o dermatologista deve ir ao encontro destes sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente".

Tem a pele com rosácea? Conheça aqui algumas das nossas sugestões para incluir na sua rotina de skincare:

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.