O revestimento do nosso intestino é coberto de bactérias, que criam um microsistema – a microbiota. Quanto mais saudável esta for, mais saudáveis nós somos.

Há duas formas de manter o equilíbrio das diferentes espécies de bactérias no nosso intestino:

  1. potenciando as bactérias já existentes, dando-lhes comida de que elas gostam (prebióticos);
  2. e acrescentando mais organismos vivos diretamente no nosso sistema intestinal (probióticos).

Prebióticos são fibras vegetais específicas, que atuam como fertilizantes e estimulam o crescimento de bactérias saudáveis no intestino. Podem ser encontrados em frutas e vegetais, especialmente os que contêm hidratos de carbono complexos, que não são digeríveis pelo nosso organismo e passam diretamente pelo sistema digestivo para se tornarem alimento para as bactérias. Portanto, os prebióticos são comida para os probióticos, e por isso é importante ingerir ambos os tipos de alimentos.

Os Probióticos são micro-organismos vivos que, quando consumidos nas doses certas, conferem um efeito bastante positivo na saúde do nosso intestino. Normalmente, os alimentos probióticos contêm bactérias Lactobacillus ou Bifidobacterium. O alimento probiótico mais conhecido será talvez o iogurte, mas já começam a ser familiares outros tipos de alimentos fermentados, como kombucha, kimchi, chucrute, kefir (os meus preferidos!).

#AlmaYogi: os básicos da saúde intestinal 
#AlmaYogi: os básicos da saúde intestinal 
Ver artigo

Tanto uns como outros podem ser também ingeridos sob a forma de suplementos, embora seja muito fácil ingerirmos uma boa dose diária de prebióticos através da alimentação, sobretudo se tivermos uma dieta à base de plantas.

Para mim, uma boa “receita” passa por consumir diariamente uma boa quantidade de frutas e vegetais, e a isso juntar o consumo de alimentos fermentados, como kimchi e kombucha. Esporadicamente, e sobretudo em fases de maior stress, opto por reforçar com o consumo de uma cápsula de probióticos (facilmente encontrados em dietéticas, lojas de produtos naturais, etc.).

Existe já uma ampla oferta no mercado, e a minha recomendação passa por procurar apoio especializado a este nível para aconselhamento.

Sara Sá estudou Comunicação Social, mas especializou-se em Relações Públicas e trabalhou 15 anos como tal. A paixão pelo Yoga levou a melhor e, deixando o emprego e vendendo tudo o que tinha, abriu no Porto o MANNA, um espaço onde partilha, com quem por lá passa, a sua filosofia de vida.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.