Quem nunca deu um concerto em casa ao som de 'I will always love you' ou 'I have nothing', de Whitney Houston, nem dançou ao ritmo de 'I wanna dance with somebody' (1987), que atire a primeira pedra. Ainda hoje se fazem covers daquela que foi uma das artistas de maior sucesso de todos os tempos, e as suas músicas continuam a ser aclamadas por pessoas de todo o mundo, inclusive por muitos nomes contemporâneos que perpetuam o seu talento.

Quando, numa entrevista à Vogue, perguntaram a Kendall Jenner que música escolheria se só pudesse dançar uma para o resto da vida, a modelo e socialite respondeu o clássico hit de 1987, 'I wanna dance with somebody', a mesma que o casal real Harry e Meghan Markle escolheram para primeira dança no casamento, já que é a canção favorita da Duquesa de Sussex quando quer ouvir algo alegre, como contou à revista Lifesytle.

Born in the 80s: é altura de recordar os cortes e penteados da década da extravagância
Born in the 80s: é altura de recordar os cortes e penteados da década da extravagância
Ver artigo

Não foi só na música que Whitney Houston deixou um legado. Na Beleza, as mulheres de cabelo crespo agradecem as mudanças constantes nos penteados da cantora. Esticado, ondulado, encaracolado com volume, acima ou abaixo dos ombros, com cortes mais ou menos assimétricos, em estilo mullet ou shaggy, com ou sem franja – que ia das mais esticadas às mais despenteadas – em tons mais escuros ou mais claros, era uma verdadeira multiplicidade de estilos que dão para criar um catálogo de inspirações. Independentemente de serem perucas ou não, porque isso só a ela dizia respeito, o imperativo do hairstyle mantinha-se sempre o mesmo: ousado, fazendo jus à época dos anos 80.

Na maquilhagem, ainda que tivesse uma Beleza natural, regia-se pelo mesmo lema. As sombras coloridas iam desde os tons azuis aos roxos, passando pelos esfumados pretos, que combinavam com o eyeliner. Habitualmente usava dois tipos de cores, uma no côncavo e outra na pálpebra, e arriscava também na técnica cut-crease. Os lábios eram preenchidos com um gloss rosa ou vermelho tinto, seguido do blush rosa.

Quanto à carreira, sabe-se de cor e salteado que a dominou. Whitney nasceu em Newark, New Jersey, em 1963, e não levou muito tempo a mostrar que filha de cantora sabe cantar. Em criança deu a conhecer os seus dotes no coro da igreja e, posteriormente, acompanhou as atuações da mãe, Cissy Houston, em bares e night-clubs.

20 cortes perfeitos para cabelos crespos
20 cortes perfeitos para cabelos crespos
Ver artigo

Por volta dos 18 anos, chegou a fazer sessões fotográficas como modelo e apareceu na capa da revista Seventeen. Contudo, fez saber numa entrevista que não tinha intenções de fazer disso carreira e que foi apenas uma oportunidade que surgiu na altura.

Em 1985, aos 22 anos, lançou o seu primeiro disco e, dois anos depois, o segundo. Multiplicavam-se os tributos, triplicavam-se os comentários elogiosos e conquistavam-se feitos. A sua voz atingia notas que fizeram de si um fenómeno, sobretudo depois de ter sido protagonista do filme 'O Guarda-Costas' (1992), cujas vendas da banda sonora dispararam à velocidade da luz.

Em 2012, a rainha da pop e do soul dos anos 80 e 90 foi encontrada morta num quarto de hotel. Ouvir Whitney Houston é deixar soltar um misto de emoções enquanto os pêlos se arrepiam à flor da pele, mesmo que não se queira. E pensar na artista é relembrar o sorriso que tinha colado ao rosto, ainda que a sua vida não fosse feita só de alegrias. We will always love you, Whitney.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.