O que é um copo menstrual?

Uma alternativa às clássicas opções de produtos menstruais, o copo menstrual (também apelidado de coletor menstrual) é um dispositivo reutilizável, livre de químicos e que não absorve o sangue menstrual — apenas o recolhe. Trata-se de um pequeno copo que é introduzido no canal vaginal, tal como um tampão, e que, uma vez dentro do corpo, retomava a sua forma original, ajustando-se e formando vácuo.

De que material é feito?

O material dos copos menstruais pode variar consoante as marcas. O da The DivaCup, por exemplo, é feito de silicone não poroso; o da Moon Cup é à base de silicone médico; já o da Me Luna é feito de Elastómero Termoplástico (TPE), hipoalergénico e médico, o mesmo material de que são feitas as tetinas dos biberões e as chupetas.

Há diferentes tamanhos ou é "one size fits all"?

Há copos de diferentes tamanhos, uns mais flexíveis, outros mais rígidos, com diferentes tipos de pegas, para melhor se adaptarem a cada pessoa. A marca Me Luna tem um teste rápido online onde pode ter uma noção de qual será o tamanho indicado para si — na dúvida, consulte sempre com seu médico.

Como se insere um copo menstrual?

Não se assuste se a primeira vez demorar algum tempo. A prática faz a perfeição. O mais fácil é introduzir o copo quando está sentada na sanita ou de cócoras e há várias formas de colocar. O ideal é experimentar e ver qual funciona melhor para si. Depois é só dobrá-lo da forma mais confortável e inseri-lo na vagina. O objetivo é que ele se abra lá dentro, criando efeito de vácuo e ficando estável — confirme puxando levemente a pega ou contornando a borda com um dedo.

Como se retira um copo menstrual?

Vamos diretas ao assunto: este é um método para quem está confortável com o próprio corpo e com o facto de (#spoileralert) ter de tocar em sangue. Portanto, se para si retirar um tampão cheio já é too much, os copos menstruais talvez não sejam uma boa solução.

Para as que já estão mentalmente a processar a compra de um copo menstrual — e preparadas para uma boa dose de auto-conhecimento sobre o corpo — aqui fica como se retira o copo: basta puxar a extremidade (que pode ser uma haste, uma pega, uma esfera) ou, não existindo extremidade, apertar com dois dedos a base do copo. Depois é puxá-lo cuidadosamente para o exterior e despejar o conteúdo no lavatório, lavar e voltar a inserir.

Sente-se o copo menstrual quando está inserido?

Não. Se sentir é porque, tal como acontece com um tampão, não está colocado corretamente. Pode estar muito para cima ou ainda não para cima o suficiente. Todas as pessoas são diferentes, por isso o ideal é seguir as indicações e depois fazer suaves movimentos até encontrar a posição ideal em que não sente nada.

Copos menstruais
Para referência, um copo menstrual regular é ligeiramente maior que um tampão e menor que um penso higiénico. créditos: iStock MatiasEnElMundo

E não verte?

Em princípio não, mas se acontecer só poderá ser por dois motivos: se o tamanho do copo não for o correto (se for muito pequeno não fará pressão na parede vaginal) ou se este estiver mal inserido. Quanto a esta última, há formas de garantir que não há fugas: verificar com os dedos a base do copo (deve estar redonda!) ou puxar suavemente o cabo/pega para garantir se se move. Às vezes uma simples rotação ou movimento ajuda a colocá-lo no sítio.

Quanto tempo se pode ter o copo menstrual inserido?

O copo menstrual pode permanecer dentro do corpo entre 8 a 12 horas, dependendo da quantidade de fluxo. Idealmente só tem que o remover duas vezes por dia, de manhã e à noite, para o lavar e voltar a colocar, durante todo o período.

Como é que se limpa um copo menstrual?

Durante o período, e entre colocações, basta lavar o copo menstrual com água corrente. Se tiver o hábito de usar um sabão íntimo neutro também o pode limpar com isso. E, on the go, também servem toalhetes íntimos. No entanto, no final do período, deve sempre fazer uma limpeza mais profunda, esterilizando-o simplesmente com água a ferver ou a frio (sim, é o que está a pensar: aquelas pastilhas para desinfetar dentaduras? Resultam. E as de esterilizar os biberões? Também).

Quanto tempo dura um copo menstrual?

Dada a natureza do material - não poroso (ou seja, não acumula bactérias) e não absorvente - um copo menstrual pode durar muitos anos (algumas marcas atestam que até 10 anos), dependendo da adequada utilização e manutenção. Com os cuidados corretos, um copo menstrual durará bastante tempo, mas, assim que se aperceba que o material se está a deteriorar, é hora de comprar um novo.

Como devo guardá-lo?

Entre menstruações, o copo menstrual deve ser guardado numa bolsa até à próxima utilização.

Um cabelereiro orgânico? Sim e acaba de chegar a Lisboa
Um cabelereiro orgânico? Sim e acaba de chegar a Lisboa
Ver artigo

É mais ecológico?

Sim. Uma vez que é lavável e reutilizável, o impacto ambiental é muito menor do que os absorventes descartáveis que se usam todos os meses. Basta pensar nas caixas de tampões e pensos que usa num mês e multiplicar por um ano inteiro. O planeta agradece.

É caro?

Dependendo das marcas, um copo menstrual custa à volta de 20-25 euros. Ora, tendo em conta o período de vida (até uma década), é fácil de concluir que é mais económico que os rivais tampões e pensos higiénicos.

Então e se estiver numa casa de banho pública?

O copo menstrual permite uma utilização de 12 horas consecutivas, por isso não há necessidade de o retirar durante o dia e longe de casa. Mas se por algum motivo essa oportunidade surgir - olá, festivais, olá, campismo - sugere-se a utilização de uma garrafa de água para o lavar, papel higiénico ou toalhetes humedecidos.

Pode-se nadar com ele?

Sim.

Pode-se usar o copo menstrual durante relações sexuais?

Dissemos que íamos responder a todas as perguntas... E a resposta é não. O copo menstrual tem de ser removido.

Há risco de contrair Síndrome do Choque Tóxico?

Síndrome do Choque Tóxico está associado à existência de bactérias que proliferam nos tampões e pensos higiénicos - motivo pelo qual se aconselha que estes sejam trocados passado poucas horas. No caso do copo menstrual essa proliferação não acontece, já que o sangue permanece em vácuo, sem contacto com o exterior. Ainda assim, para reduzir ao máximo as hipóteses de desenvolver SCT, aconselha-se uma limpeza correta do copo antes e pós-menstruação e um manuseamento do mesmo com as mãos limpas.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.