Depois deste sucesso, que deu origem a inúmeras extensões e variações do original, Carolina Herrera decidiu apostar na resposta masculina e assim se apresenta Bad Boy.

Criado por Quentin Bisch em parceria com Louise Turner, a perfumista de Good Girl, encontramos uma ponte subtil e atrevida entre os dois. Bad Boy é, apesar da irreverência evidente na composição e no seu posicionamento, um perfume elegante e masculino, carregado de contrastes e aromaticamente poderoso.

Good Girl e Bad Boy, as duas fragrâncias de Carolina Herrera.
Good Girl e Bad Boy, as duas fragrâncias de Carolina Herrera.

Se em Good Girl, a fava Tonka era presente mas não totalmente evidente, nesta nova criação assume o protagonismo com determinação e sensualidade, já que não é comum encontrarmos num perfume masculino uma fava Tonka tão assumida. É essa a boa surpresa de Bad Boy que lhe traz luminosidade e força aromática.

O magnetismo que sentimos depois de o experimentarmos na pele é claro. Tratando-se uma composição oriental aromática especiada justificada pela presença envolvente e provocadora da pimenta preta e de um cacau sexy e poderoso, a verdade é que acabamos por ficar com a vontade de o irmos sentindo ao longo do dia, quase como um vício olfactivo. Este é um perfume com uma boa tenacidade, por isso não será difícil ir descobrindo a sua evolução e revelação na pele.

#OPerfumista: os segredos... de um perfume bem aplicado
#OPerfumista: os segredos... de um perfume bem aplicado
Ver artigo

Mas voltemos um pouco atrás e deixe-me guiá-lo na descoberta deste perfume. O início é fresco e cítrico, com uma bergamota e uma sálvia a dar a nota de entrada, ofuscada pela fava tonka que desde logo ali se sente. Segue-se o cacau e o âmbar que reforçam a faceta sensual e misteriosa, e que nos envolve com elegância pela presença da pimenta preta e a nota amadeirada consistente, aromática e segura de um cedro que aparentemente discreto se casa na perfeição com os restantes aromas, resultando numa composição cativante, sedutora e com bons contrastes.

Bad Boy é por isso uma proposta irreverente e que se destaca das propostas masculinas mais recentes que merece ser conhecido e experimentado na pele. Acredite, experimente-o na pele. Faz toda a diferença.

É um apaixonado por aromas e perfumes. Formado em Composição de Perfumes na Cinquième Sens, em Paris, membro da Société Française des Parfumeurs e júri do Prémio Máxima de Beleza, Lourenço Lucena cria perfumes e organiza formações e eventos, em torno deste universo mágico. Adoramos fazer com ele esta viagem olfactiva

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda