Algumas mais picantes, outras capazes de reduzir o apetite por alimentos doces, outras até capazes de aumentar o nosso metabolismo, mas todas elas com enorme interesse na digestão e capacidade de dar ao nosso organismo um aumento das suas defesas naturais.
Trazidas para a Europa pelos portugueses mas desde há muito usadas pelos povos orientais, as especiarias conferem a cada refeição benefícios que vão muito para além dos seus aromas e sabores.

Recomendo o uso diário e para toda a família.

Comece hoje mesmo por abastecer a sua despensa com vários tipos de especiarias. Escolha as orgânicas, biológicas e sem aditivos - embora mais caras, fazem a diferença quanto ao sabor mas também quanto ao valor biológico e nutricional.

Se na alimentação se deve privilegiar a variedade, nas especiarias há algumas que se destacam pelo seu papel protector - cientificamente comprovado - no que concerne ao cancro. Assim, destaco a curcuma, o alho, a canela e o gengibre.
Mas na sua incursão pelo maravilhoso universo das especiarias não se deixe ficar apenas por estas. Escolha outras, varie e vá intercalando à medida dos seus gostos e vontades. A sua saúde agradece!

#PesoeMedida: alimentação para toda a família
#PesoeMedida: alimentação para toda a família
Ver artigo

Curcuma: é o composto que dá a cor ao caril, sendo também conhecida por açafrão-das-índias; é riquíssima em curcumina, que lhe confere uma cor amarelo-torrado, mas sobretudo rica em propriedades anti-inflamatórias capazes de actuar em situações como gastrites, doença de Chron, inflamações do intestino e vias respiratórias. Devido a esta acção, é também usada como coadjuvante em certos tipos de cancro. Utilize em pó e misture em iogurtes, estufados, sopas e batidos. A dose deve ser ajustada a cada pessoa.
Alho: aqui o principal benefício vem da alicina, potente vaso-dilatador e protector de questões cardiovasculares. O seu cheiro intenso pode ser mascarado quando se junta canela ou folhas de hortelã. Ralado ou inteiro, reforce o seu uso. Especialmente indicado em pessoas com questões circulatórias e mulheres na pós-menopausa.
Canela: afrodisíaco mas também super interessante devido ao seu papel no controle da insulina, ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue. O seu papel parece também ser relevante na estabilização da flora intestinal. Use em pó misturado com fruta ou iogurtes, utilize em pau de canela em chás ou infusões. Aqui a imaginação fará a diferença.
Gengibre: é uma raiz com um enorme papel anti-inflamatório para o nosso organismo, tendo também uma ação desintoxicante muito interessante ao nível fígado. Pode ser usada para combater infecções nasais pelo que deve experimentar usar em infusões e respirar os vapores. Mas depois beba também o chá! Os seus compostos fito-químicos são um poderoso auxiliar na prevenção da degeneração do seu DNA, protegendo os genes e a replicação dos mesmos. A raiz pode ser usada em estufados, retirando a casca, ou em lâminas - casca incluída -, para as suas infusões. Sugiro também triturar e misturar em sopas ou outros cozinhados.

#PesoeMedida: frutos de Outono, quais os melhores para a nossa saúde e beleza?
#PesoeMedida: frutos de Outono, quais os melhores para a nossa saúde e beleza?
Ver artigo

#mirandadica? Seja pró-activa na sua alimentação e proteja a sua saúde. Deixe de usar sal nos temperos e aumente o consumo destes fantásticos super alimentos. E da próxima vez que for ao supermercado, experimente uma visita à secção das especiarias e deixe-se seduzir pelas suas cores, aromas, texturas e leve para casa umas quantas.

Pedro Queiroz é o fundador das Clínicas de Nutrição do Porto e Lisboa e consultor de Nutrição. Mais do que ajudar pessoas a emagrecer o que realmente gosta é de mudar as suas vidas.

Na sua rede favorita

Siga-nos no Instagram