Com a entrada nos 35 e com as novas rotinas cosméticas, o ginásio também passou a ser um dos locais onde essa rotina se concretiza.

Imaginem um balneário masculino, as conversas sobre carros e futebol, imaginem-me a mim, um homem entre outros homens, a meter o sérum na cara (“meter na cara” porque um homem mete na cara e uma mulher é que “aplica no rosto”), e ainda o gel para os papos nos olhos. Não me ficando por aqui, ainda há o creme para o rosto e, para finalizar, o protector solar. Para mim, é sempre um momento de alguma tensão estar no meio de outros homens a pôr cremes. Há que fazê-lo com confiança e não pensar no que estará a passar naquelas cabeças ao verem este lingrinhas nestes métodos. Uma ou outra vez, também vejo um ou outro homem a passar um creme na cara, o que até me inspira aquele tipo de confiança que vem por companheirismo e solidariedade, mas lembro-me depois que provavelmente é apenas um calmante after-shave. E eu, para não denunciar suspeitas de desvios comportamentais, ajo também como se estivesse a pôr 4 cremes calmantes after-shave, mesmo sem me ter barbeado.

Entretanto, entrei nos 36 e a rotina adensou-se: acrescentei um creme anti-rugas para o contorno dos olhos e o protector solar passa a ter cor. Tão maricas que eu sou! Ainda não me comecei a maquilhar, por isso há tempo para ir educando estas cabeças mais embaciadas que aqui vão condenando os meus procedimentos estéticos.

Mas agora que comecei a fazer CrossFit, os níveis de testosterona aumentaram à minha volta. Já não é um ginásio, agora é uma box, com paredes de ardósia, chão de cimento afagado, grades de ferro, canos à mostra e, no balneário, em vez de três lavatórios há um grande tanque em betão. Tudo muito industrial, muito rude, muito duro. Mas como vou numa hora muito calminha e o nível de camaradagem é maior, acho que já posso começar a pensar em trazer o concealer nos próximos tempos, o que é que acham?

#ÁguaPelaBarba: a minha experiência com a The Ordinary e por que é perfeita para homens
#ÁguaPelaBarba: a minha experiência com a The Ordinary e por que é perfeita para homens
Ver artigo

É esta a rotina de um homem que acredita no poder da ciência boticária e cosmética e nas descobertas tecnológicas a favor da sua boa aparência. No que diz respeito ao exercício físico, no ginásio ou na box, ainda não sei se jogo pela obtenção de um corpo belo ou pela conquista de um corpo são. Mas tanto um como o outro são válidos, não são? Um será o reflexo do outro. Gosto da satisfação de começar um dia de trabalho depois de ter posto o corpo à prova em múltiplos desafios. Um corpo que se exercita é um corpo que se afina e cuja vitalidade e força se reflectem numa desejável compleição física.

E é assim que a Beleza é a imagem da Saúde. Tal como uma pele nutrida e saudável é uma pele fresca, hidratada e luminosa. Há que alimentá-la com cremes, mas se por antecipação já tivermos todos os nutrientes suprimidos é meio caminho andado para o bom funcionamento desses cremes. Na minha última viagem a Londres, na Planet Organic, esbarrei na prateleira dos frascos de colagénio e automaticamente tocou-me um sininho atrás da orelha. E se em vez de andar a pôr colagénio na pele, o beber? E se experimentar fazer as duas coisas? O primeiro entrave foi ter-me apercebido que ali tudo era de origem bovina (e sendo eu vegetariano, haveria de encontrar outra solução). Acabei por trazer um indutor de colagénio à base de bagas de frutos, prebióticos, probióticos e zinco. Após um mês, vi-me livre de uma mancha na unha do dedo do pé que me envergonhava, que tinha há alguns anos e que pensava ser um fungo. Se este resultado é tão visível numa unha, vou querer continuar a tomar este elixir só para ver o que me vai fazer à pele e ao cabelo. Chama-se Collagen Inner Beauty Boost, é da The Beauty Chef e também há à venda no Net-a-Porter.

#Aguapelabarba
Collagen Inner Beauty Boost, € 33,78, The Beauty Chef, em Net-a-Porter.com

Recapitulando a minha rotina no balneário, referi um creme anti-rugas para os olhos e o protector solar que passou a ter cor. Tanto zelo que tenho para com estes berlindes azuis esverdeados e ainda não tinha encontrado uma solução para as linhas que começam a querer enterrar-se à sua volta. Mas agora que está domado o problema dos papos e inchaço, só as rugas me saltam à vista. Havia uma marca portuguesa que me estava a chamar à atenção, pelo facto de estar a ser usada pela facialist das estrelas de Hollywood, a Joanna Czech. E se tem selo de qualidade Hollywood, então tem direito a entrada VIP cá em casa. A Ignae é uma marca açoreana, cujas fórmulas são à base de colostro bovino e de águas termais. Este creme para os olhos tem a textura densa de uma pomada branca que me faz lembrar os novos iogurtes super proteicos de Skyr. Sabem quais são? Afinal o colostro é nada menos que o primeiro leite que as vacas produzem após o parto, sendo muito rico em nutrientes e factores de crescimento, para a cria crescer em poucas semanas. Quando toco na pele à volta dos olhos, sinto aquela textura da pele de um bébé.

#Aguapelabarba
Complexo de olhos intenso contra envelhecimento e olheiras, € 90, Ignae.

Quanto ao protector solar com cor, descobri a maneira perfeita de esconder algumas imperfeições e de ter uma pele uniforme, sem ter de me maquilhar. Porque acima de tudo quero ter um ar natural e saudável. Tenho estado a usar o Creme com cor SPF50+ Bariésun da Uriage, que sendo oil-free é óptimo para peles masculinas. Passa bastante despercebido, mesmo no balneário. Para todos os efeitos é como se estivesse a pôr mais um calmante after-shave, certo?

#Aguapelabarba
Creme com cor SPF50+ Bariésun, € 17,59, Uriage.

Nesta rotina matinal, fiz umas substituições. Contra os papos nos olhos passei a usar o Gel Contour des Yeux, da Eisenberg. É um gel bastante líquido - portanto não deixa a pele pegajosa - e quando o aplico, sinto imediatamente aquele quente de quando se activa a circulação sanguínea. Só depois deste secar é que uso o Ignae. Também mudei o creme que aplico entre o Niacinamide 10% + Zinc 1% da The Ordinary e o protector solar. Agora, uso o Baume Essentiel Hydratant, também da Eisenberg. Sendo um misto de gel e de creme, é a base perfeita para o protector solar sem óleos. Tanto o gel para os olhos como este gel-creme usufruem da fórmula Trio-Molecular descoberta e patenteada pela marca e que reune três moléculas que juntas têm a capacidade de prevenir e regenerar sinais de envelhecimento. Regenera, energia e oxigena.

#Aguapelabarba
Gel Contour des Yeux, € 74,90, Eisenberg Homme.

Também passei a ter rituais pontuais. Antes de me deitar, em casa e longe do balneário, já tinha tentado usar regularmente o Vitamin C Suspension Serum 30% in Silicone da The Ordinary, mas este revelou-se incompatível com o Niacinamida. Cada vez que o aplicava, transformava-se numa massa areada branca muito fina e chegava ao trabalho a parecer uma gueixa. Até que passei a usá-lo apenas naqueles dias em que chego cedo a casa e quero mimar um pouco a pele muito antes de ir dormir. Combina muito bem com o Buffet” + Copper Peptides 1% também da mesma marca ou com o Megalift da Eisenberg, que desperta a pele nos dias em que esta está mais cansada.

#Aguapelabarba
Vitamin C Suspension Serum 30% in Silicone, € 6,95, The Ordinary.

E agora, como vou explicar esta “rotina de after-shaves aos colegas do Crossfit?

Bruno Reis, colaborador da Miranda, é o fundador e diretor criativo da Teeorema, marca de luxo de T-shirts.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda