Ténis? Check. Boné? Check. Água? Check. Batom vermelho? Check?! Aquele que parece o último dos items a ter em conta numa lista de preparação para uma maratona, foi também aquele que ajudou Molly Goldrick a dar mais uma forte passada. A maratonista, que trabalha no departamento de artes e cultura do Facebook, participou na maratona de Nova Iorque e fez questão de partilhar nas redes sociais o objeto que a fez sentir-se poderosa o suficiente para terminar a corrida.

"Enquanto lia dicas de última hora e truques para a maratona de Nova Iorque, li muito sobre planeamento e preparação do equipamento e das melhores roupas. Grande parte dizia 'garanta que nada é totalmente novo, vista-se com foco em conforto etc', mas o que mais se destacou para mim foi 'use algo que te faça sentir poderosa'." Conseguem adivinhar a resposta de Molly? "Para mim, isso é um batom vermelho - sempre!", no caso em particular o batom Redrum, da Jeffree Star (também ficamos a saber que aguenta suor, lágrimas e 42 quilómetros o que o torna um dos nossos preferidos desde já).

A prova de que há um batom vermelho para todas
A prova de que há um batom vermelho para todas
Ver artigo

A relação entre o batom vermelho e a auto-estima não é novidade: quando o The New York Post inquiriu as mulheres sobre as mensagens subliminares deste produto de Beleza, 78,8% considerou que ele as tornava mais confiantes. Já antes da modernidade, a história do batom vermelho funde-se com a do poder feminino e da auto-confiança. Durante a Grande Depressão, por exemplo, os economistas chamaram à subida das vendas de produtos de Beleza o "Efeito Batom", um nome que ilustra o facto de, em alturas de crise económica, a maquilhagem se vender mais e melhor. Entra o batom vermelho.Vimos o mesmo acontecer durante a Segunda Guerra Mundial, com o batom não só nas bocas do mundo mas espalhado em outdoors pelas cidades. Mais recentemente, o mesmo aconteceu depois do 11 de setembro. A teoria parece um contra-senso, mas é simples de explicar: em alturas de incerteza, e quando há menos dinheiro disponível para luxos, as mulheres preferem compras de menor valor mas que lhes dão a mesma sensação de conforto e um up na auto-estima. Só quem nunca passou batom vermelho nos lábios não saberá do que estamos a falar.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda