A manicura de gel nunca esteve tão na moda, e é fácil perceber porquê: o potencial para criar nail art incrível é quase infinito, o resultado é sempre do nosso agrado e claro, dura (e dura, e dura) sem lascar, mantendo a cor e o brilho, faça chuva ou faça sol.

No meu caso, ter as unhas pintadas sempre foi reservado para ocasiões especiais. A minha experiência em salões e manicuras profissionais resumia-se a uma ida ao cabeleireiro no meu décimo quarto aniversário, altura em que me pintaram as unhas em jeito de presente, mas fora isso, a minha rotina de unhas era simples: pintava-as talvez uma vez em dois meses, com os vernizes que tivesse em casa, e removia a cor dois ou três dias depois, assim que aparecesse a primeira lasca, deixando-as de novo ao natural até que outra ocasião surgisse.

Unhas de Inverno: os vernizes que vai querer usar esta estação
Unhas de Inverno: os vernizes que vai querer usar esta estação
Ver artigo

Quando as unhas de gel começaram a ficar na moda, o conceito despertou logo a minha curiosidade: várias semanas de unhas lindas e impecáveis que nunca lascavam era um conceito realmente tentador. Mas rapidamente começaram a chover os feedbacks de amigas e conhecidas, que diziam ter ficado com as unhas em menos que perfeitas condições depois de removerem o gel, e na altura acabei por arrumar o assunto e manter as minhas unhas intactas.

Mas quando surgiu a oportunidade de relatar a minha experiência na Miranda, decidi pôr a técnica (e as minhas unhas) à prova para contar tudo sobre os prós, os contras, e as lições que quatro semanas com unhas de gel me ensinaram.

A aplicação

Em Janeiro, dirigi-me à Nails4'Us e pedi uma manicura em gel. Todo o processo demorou cerca de uma hora, e a técnica foi explicando o que fazia passo-a-passo.

  • Em primeiro lugar, é retirada a camada de keratina da unha e o excesso de pele em redor da mesma (as cutículas nunca são removidas, mas sim empurradas para baixo).
  • Depois a unha é limada consoante a preferência da cliente (as minhas ficaram quadradas), recebe um primer e por fim uma base, que protege a unha e promove uma melhor adesão dos produtos que serão aplicados de seguida.
  • Depois foi a vez do gel de construção, que é moldado para dar à unha a forma e a grossura que preferirmos. Eu escolhi manter o comprimento natural da minha unha, mas pode sempre optar por colocar alongamentos.
  • Escolhi a cor que queria (uma tarefa difícil, porque a variedade era enorme), as unhas receberam duas camadas de cor (e foram, alternadamente, entrando na máquina de raios UV para secar) e, por fim, uma de gloss para brilho extra.
  • Depois de uma última limadela, as minhas novas unhas estavam prontas.

Primeiras impressões

A caminho de casa, olhei pela primeira vez para as minhas mãos e as unhas pareceram-me iguais às minhas naturais, mas pintadas: o formato e o comprimento eram os mesmos, e a cor algo que já estava habituada a usar, por isso as diferenças não eram imediatas. Em termos visuais, a única mudança era a grossura: se olhasse para as pontas das unhas, estavam, sem dúvida, mais grossas.

Manicura perfeita desde a base: os produtos de que precisa para unhas e cutículas mais saudáveis
Manicura perfeita desde a base: os produtos de que precisa para unhas e cutículas mais saudáveis
Ver artigo

Senti também uma mudança em termos de sensibilidade, que era de certa forma semelhante à forma como os nossos pés sentem o chão, consoante a grossura da sola do sapato. Agora com unhas mais grossas, a sensibilidade era menor quando tocava em certos objectos com a unha, porque esta tinha, no fundo, uma nova camada de protecção. Mas esta mudança só se fez notar no primeiro dia; no segundo, já não sentia qualquer diferença.

A vida com unhas de gel

O que eu já sabia sobre unhas de gel foi confirmado ao longo das semanas (duraram cerca de quatro semanas, embora já tivessem bastante crescimento quando as tirei) em que as usei. Não lascaram, não partiram, não descolaram e não viram um arranhão. Foram crescendo, isso sim, a um ritmo mais acelerado que aquele que seria desejável, e a minha única preocupação era saber que, eventualmente, teriam demasiado crescimento e seria preciso tirá-las.

Se tivesse escolhido colocar extensões, tenho a certeza de que os desafios seriam outros: nunca usei unhas compridas e habituar-me a elas sem as partir ou arranhar estranhos nos transportes públicos será uma challenge para outro dia. Para uma primeira vez, quis manter-me fiel àquela que seria a minha escolha natural.

Beleza em comprimidos: os melhores suplementos para a pele, unhas e cabelo
Beleza em comprimidos: os melhores suplementos para a pele, unhas e cabelo
Ver artigo

Em termos das minhas unhas e cutículas naturais, não senti qualquer diferença enquanto tive as unhas de gel colocadas. A unha que começou a crescer era claramente a minha sem qualquer alteração, com a mesma saúde e brilho que sempre teve, e as minhas cutículas, que tinham sangrado um pouco durante a aplicação por estarem tão secas (não siga o meu exemplo e veja os produtos de cutículas maravilhosos que reunimos aqui), estavam agora recuperadas.

A remoção

Quem gosta e se mantém fiel ao gel pode não chegar a ver realmente a sua unha verdadeira durante anos, mas eu decidi remover o gel e não voltar a aplicá-lo para ter noção do estado em que tinham ficado as minhas unhas.

Na Nails4'Us, a técnica removeu o gel rapidamente, aplicou uma base e um verniz transparente nas minhas unhas e hidratou as cutículas com um sérum. Alertou-me para não aplicar vernizes com cor nos dois dias seguintes, porque os poros da unha estariam abertos e a cor podia manchá-las.

Primeiras impressões

As minhas unhas estão definitivamente diferentes, como já esperava. Têm umas manchinhas quase translúcidas que possivelmente indicam algum restício da base de gel, que pessoalmente não me incomoda ver porque indica que a técnica não terá ido demasiado fundo com a utilização da broca. Sem o verniz transparente, perderam definitivamente o brilho habitual, mas sinto-as igualmente resistentes - não estão mais quebradiças e mantêm-se tão duras como antes.

Adeus, unhas em forma de amêndoa: estes serão os formatos mais populares em 2019
Adeus, unhas em forma de amêndoa: estes serão os formatos mais populares em 2019
Ver artigo

O impacto que o gel teve nas minhas unhas faz-se notar, mas é bastante menor do que eu esperava, depois de anos a ouvir testemunhos e a ler artigos que me tinham preparado para um verdadeiro filme de terror. Na realidade, as unhas sofrem as consequências que serão sentidas apenas pela unha onde o gel foi aplicado, e que irá ser completamente renovada em alguns meses. Prova disso é o crescimento que a minha unha teve enquanto tinha gel, e que mostra uma nova unha intacta e perfeitamente saudável a caminho.

Conclusões

Em suma, os prós das unhas de gel já todos conhecemos, e os contras, dependendo da qualidade da sua unha natural e daquilo que procura, podem ser maiores ou menores. É tudo uma questão de prioridades e de escolher o que é mais importante para si. No meu caso, como não tenho a necessidade de ter as unhas pintadas todos os dias, é uma escolha e não uma preocupação. Se tivesse de o fazer (ou se escolher fazê-lo no futuro), provavelmente acabaria por optar pelo gel, como sei que pintar as unhas todas as semanas não é uma actividade que eu queira incluir na minha rotina.

14 produtos para unhas e cutículas mais saudáveis
14 produtos para unhas e cutículas mais saudáveis
Ver artigo

Os dois elementos a ter em conta são a saúde/o estado da sua unha natural, e aquilo que procura ao fazer unhas de gel. Se procura uma solução que lhe traz unhas lindas e duradouras com zero preocupações, este pode, sem dúvida, ser o melhor caminho para si. Se tem unhas fracas e gostava de fazer gel apenas uma vez, deve ter em conta o impacto que poderá fazer-se sentir na sua unha natural, e determinar se o mesmo vale a pena.

Sobre a Nails4'Us

Além do serviço atencioso (e de estarem praticamente em todo o lado), a Nails4'Us distingue-se pelos produtos de marca própria. Se quiser passar por lá para experimentar, a unha de gel custa € 40 quando este é aplicado em cima da unha, e € 65 quando inclui alongamento (a manutenção de ambas é sempre € 40, porque o mesmo alongamento é reutilizado à medida que a unha cresce). A Nails4'Us também faz Express Gel (€ 25), um intermédio entre o gel e o gelinho que não leva a base do gel de construção, e aplicação de verniz tradicional (€ 9,90), entre outros serviços que pode consultar aqui.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda