A ansiedade não escolhe género, sexo, idade ou condição económica. Entra-nos pela mente, desce-nos pelo corpo e invade-nos a vida. É um turbilhão de desagradáveis emoções num mix de agitação interior. De acordo com a Direção Geral de Saúde (DGS), a ansiedade é uma reação exagerada a uma situação futura vista como ameaçadora. Os sintomas mais comuns são: fadiga, vómitos, sensação de desmaio, coração acelerado, tremores e dores de cabeça.

Atravessamos tempos conturbados. Com a pandemia a espalhar-se um pouco por todos os cantos do mundo, a vida está em pausa e os compromissos na agenda deixaram de ser uma realidade. Ir do quarto para a sala e da sala para o quarto é o novo normal, na gíria cibernauta o #newnormal. No entanto, o estar em casa, confinada a pequenos espaços, pode fazer disparar os níveis de ansiedade. Aldara Maravilha, psicóloga clínica e de saúde, afirma que a "a ansiedade aumenta não só pela mudança de rotina, mas também pela adaptação a uma nova realidade”. A psicóloga revela ainda que "(...) o futuro é incerto. Estamos a lidar com o desconhecido. A nossa resiliência está a ser posta à prova."

#MirandaEmCasa: spa caseiro para recarregar as energias positivas
#MirandaEmCasa: spa caseiro para recarregar as energias positivas
Ver artigo

Desde os tratamentos às aulas de meditação, há também pequenas mudanças na vida quotidiana que podem ser positivas para a diminuição da ansiedade: suplementos vitamínicos, sprays, cremes, velas e cristais. Para além de darem força e motivação para encararmos o dia, trazem consigo um sentimento de paz interior. Aldara Maravilha acrescenta, ainda, que "podem dar uma sensação de relaxamento e bem-estar." Da Clarins à Oskia, reunimos uma série de sugestões que a vão ajudar a encontrar o equilíbrio que tanto procura para o sistema nervoso. Conte até três, inspire e expire e não se esqueça de percorrer a galeria. 

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda