Passe levemente a mão pelo seu rosto... maiores ou menores, mais ou menos sensíveis, mais escuros ou mais claros, todos temos pêlos. Com um pé em 2021, quem achar que uma mulher ter penugem, independentemente do sítio, é motivo de gozo, então deu vários passos atrás. Mas, assim como há quem os aceite e celebre, também existe quem não goste de os ter. Conheça, por isso, todas as alternativas para fazer desaparecer os pêlos do rosto.

No entanto, antes de mais convém salientar que fomos enganados a vida toda. O termo depilação é usado sempre que queremos referir-nos à extração do pêlo. Mas, e este é um grande "mas", a maioria das vezes foi mal empregue. Porquê? A remoção pode ser feita de duas formas:

  1. epilação (quando é extraído o pêlo por inteiro, incluindo as porções abaixo da pele, como a parte do bulbo piloso, através de ceras, da linha, de eletrocoagulação, de luz pulsada e de laser);
  2. ou depilação (quando o pêlo é retirado rente à superfície da pele, não atingindo as porções internas dos folículos pilosos, usando lâmina, cremes, sprays depilatórios e pedra-pomes.

Quem nos revelou este segredo foi Sónia Santana, esteticista há mais de 30 anos. Atualmente dá aulas de estética no Colégio Casa Pia, em Pina Manique, e trabalha na Clínica Maria Lamas, na Amadora. Em conversa com a Miranda, deu-nos uma lição sobre remoção dos pêlos faciais.

Formas de remover

Para aquelas mulheres que gostam de ter um grande leque de opções, cá estão elas. Para as indecisas, lamentamos. A epilação divide-se em três tipos:

  • Temporária
    Os métodos variam entre a cera semi-fria (ou seja, as bandas, que resultam mas que são agressivas para a pele, podendo causar flacidez por haver pouca dilatação do poro, divido à falta de calor), a cera morna (não puxa tanto os tecidos, mas é melhor para pêlos mais grossos, como axilas e virilhas), e com linha (mais indicado para quem faz alergia ou reação às ceras).
  • Progressiva
    Pode aplicar-se uma ampola para ajudar a enfraquecer o pêlo, após a realização de algum dos outros métodos.
  • Longa-duração
    Através do laser (o mais usado) ou da luz pulsada. “Há quem diga que estes são métodos definitivos mas, na realidade, a pessoa pode fazer a epilação com laser e levar anos sem ter pêlos — mas, numa gravidez, ou durante a menopausa, ou ainda por causa de um problema hormonal, eles podem voltar a surgir, embora não da mesma forma.”

Aquando da aplicação das técnicas de longa-duração, os resultados podem ser mais demorados quando comparados, por exemplo, com a epilação nas axilas: sendo uma zona mais sensível, há uma diferença na programação do disparo. “Temos sempre de encontrar o equilíbrio entre a sensibilidade da zona e o pêlo. Para a axila, por ser uma zona mais resistente, consegue-se usar um programa que seja para um pêlo forte. No rosto, quer seja buço ou maçãs do rosto, estamos a falar de penugem, por isso vai um fio de luz muito fraquinho”, explica Sónia Santana.

Tirar os pêlos faciais em casa: sim ou um redondo não?
Sobrancelhas: tudo o que sempre quis saber sobre threading
Sobrancelhas: tudo o que sempre quis saber sobre threading
Ver artigo

“Há formas [de o fazer] mas nunca tiram a 100%. Eu, por exemplo, ao fazer a epilação a mim mesma, não tenho um ângulo suficiente para puxar o pêlo a direito e por vezes parto mais do que sai pelo bolbo piloso, podendo ficar mais grosso. Isto acontece porque, ao provocar uma estimulação de sangue na zona, por puxar mas não arrancar devidamente, irá irrigar ainda mais o bolbo piloso, podendo dar mais força ao pêlo. Mas para aquelas pessoas que procuram um equilíbrio entre a parte emocional e a carteira, então sim, se calhar as novas máquinas [por exemplo, da Braun ou da Revlon] podem ser um método [a considerar].”

Condicionantes à epilação
O manual de instruções para fazer a depilação a cera em casa
O manual de instruções para fazer a depilação a cera em casa
Ver artigo

Se estiver a fazer um tratamento para o acne, o laser pode causar reação: “Há medicação em que a pele fica mais sensível e pode criar uma mancha”, frisa a esteticista. Ou, por exemplo, “quando tens pele acneica e estás numa fase inflamatória, não é aconselhável pôr ceras ou outro método, tens de acalmar primeiro e fazer a epilação depois. Se o acne estiver concentrado na zona das bochechas e queres fazer o buço, podes fazer com linha ou com pinça”, acrescenta.

Cuidados a ter depois da epilação

“Convém sempre usar um creme hidratante e um que proteja do Sol, e não fazer esfoliações nem exposição solar nas próximas 48 horas. Da mesma forma que, antes de se fazer a epilação, também não se deve vir da praia, porque a pele pode estar sensível.”

Tabu ainda existe?
Finalmente há uma marca de lâminas a fazer anúncios com pêlos púbicos
Finalmente há uma marca de lâminas a fazer anúncios com pêlos púbicos
Ver artigo

“Existem pessoas que têm complexos porque associam os pêlos ao sexo masculino, ou consideram que isso transparece uma falta de cuidado com elas próprias, o que não faz qualquer tipo de sentido. Onde também existe muita vergonha por parte das mulheres é nos pêlos à volta da auréola mamária.”
Seja um problema hormonal ou uma condição de nascença, o problema e a solução são conhecidos desde o tempo de Cleópatra: os pêlos existem desde que o primeiro ser humano pisou a terra, seja ele homem ou mulher. Nada de novo, portanto, e não se compreende como é que ainda persistem tabus.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Receba antes de toda a gente as melhores dicas de Beleza.

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.