A minha reflexão sobre a saúde mental não é a de uma “especialista”, mas a de alguém que todos os dias faz o melhor que pode para manter a sua própria sanidade mental. Não é fácil, e acho que o primeiro passo para nos responsabilizarmos pela nossa saúde mental é este mesmo: assumir que não é fácil e que requer um trabalho constante e diário, muita persistência e perseverança. Sobretudo nesta era que vivemos, em que todas as exigências da era tecnológica se aliaram a uma pandemia que pôs em causa todas as nossas prioridades e necessidades básicas, e muito daquilo que havíamos dado como adquirido.

É muito fácil passarmos de um simples mal-estar emocional a uma complicação mental mais grave, por isso é importante que estejamos atentos aos nossos estados animosos e trabalhemos de forma sistemática para mantermos a nossa energia positiva.

No Yoga, aprendi que as emoções são energia em ação e por isso acredito que se mantivermos a energia a fluir, estaremos a contribuir para o nosso bem-estar mental e geral.

São muitas as formas pelas quais podemos manter a energia em ação:

  • a prática física do yoga (asanas), que conecta respiração e movimentos corporais;
  • a meditação;
  • journaling (do qual já falei aqui na Miranda);
  • os simples pranayamas ou exercícios de respiração;
  • uma caminhada ou corrida pela natureza;
  • andar de bicicleta;
  • ou, tão somente, fazendo uso do nosso poder de contemplação…

O importante é não estagnar a nossa mente, antes “diverti-la”, focando na beleza do Universo e na sorte que temos em fazer parte do mesmo!

#AlmaYogi: dicas para uma mente limpa e positiva
#AlmaYogi: dicas para uma mente limpa e positiva
Ver artigo

Pessoalmente, todos os dias garanto que salvaguardo tempo para me dedicar a estar comigo mesma e a cultivar o meu bem-estar físico e mental. Além da prática física do yoga, a minha rotina diária de bem-estar inclui ler, alguns minutos de exercício físico, e contemplar a natureza. Ultimamente, tenho procurado também incluir diariamente alguns momentos de meditação — algo que é, ainda, um trabalho em progresso, mas do qual sinto que recolho sempre frutos positivos.

Se pensarmos que não precisamos de muito mais do que vontade e dedicação para investir na nossa saúde mental, só isso basta para nos sentirmos afortunados e procurarmos cultivar uma sensação de felicidade de forma permanente. E sim, isso está nas nossas mãos (e mente) ;)

Sara Sá estudou Comunicação Social, mas especializou-se em Relações Públicas e trabalhou 15 anos como tal. A paixão pelo Yoga levou a melhor e, deixando o emprego e vendendo tudo o que tinha, abriu no Porto o MANNA, um espaço onde partilha, com quem por lá passa, a sua filosofia de vida.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.