Ainda estamos a atravessar este novo mundo que parece não ter fim à vista – e talvez não tenha. Há um antes e um depois desta pandemia, e muitas são as previsões de futuro para os próximos passos do comportamento humano, Beleza incluída.

Passámos mais tempo em casa, "marie-kondizámos" as nossas vidas e, de repente, todos os nossos velhos hábitos de embelezamento foram limitados. Das idas ao cabeleireiro, aos salões de unhas, às reuniões de Zoom de cara lavada, em que moldes se pintará a Beleza do pós-covid?

Para a maioria dos que estão a colocar as cartas na mesa, a tendência passa por minimizar. Priorizar. Aceitar. E sim, passa muito pelo bem-estar em primeiro lugar. Safety first, saúde e álcool-gel às toneladas. E só depois, aprimorar.

#Domingando: maquilhagem em tempos de cólera
#Domingando: maquilhagem em tempos de cólera
Ver artigo

Em termos de maquilhagem, os produtos para olhos e lábios tornaram-se os prediletos para dar aquele up antes de uma call (as pesquisas do Google para “eye shadow looks” aumentaram desde o inicio da quarentena), mas, regra geral, a utilização de make up diminuiu. O skincare, que já estava na ordem do dia antes de tudo isto, tornou-se na rotina de cuidados que mantém a saúde, não só física como também mental – e afinal, um ritual ajuda sempre a manter a sanidade, relembrando também a tal vida pré-covid em que já nos besuntávamos de cremes de manhã e à noite.

Reinventar também é verbo no pós-pandemia. Não só a tecnologia ganha novos contornos para experimentação nesta era em que o toque passou a ser proibido, como traz até à segurança das nossas casas muitos dos serviços para os quais teríamos de marcar hora no antes. Os profissionais de Beleza aventuraram-se ainda mais pelos meios online, criando formas originais para partilhar a sua expertise e reafirmando a sua mais-valia.

As marcas comunicam de forma diferente também, o desenvolvimento de produtos pode vir a sofrer reviravoltas (com tão pouca hipótese de nos evadirmos, é bom que a experiência de relaxamento e fuga proporcionada por produtos seja valorizada), e a criatividade foi e está a ser constantemente posta à prova. Ainda bem.

#Domingando: a liberdade da Beleza é um mito ou uma realidade?
#Domingando: a liberdade da Beleza é um mito ou uma realidade?
Ver artigo

Minimizar também usualmente significa escolher melhor. Ponderar mais. Entre o extenso leque de marcas que existem no mercado, interessa não só perceber quais os produtos que mais se adequam à nossa pele, mas também o que estamos a representar. Os valores pelos quais se movem as marcas – que se refletiu em parte nas suas ações durante este período negro – tornaram-se cada vez mais importantes na altura de escolher entre uma e outra. O bem-estar que proporcionam não só se deve sentir na pele, como no todo.

Tempos estranhos estes – mas a mudança não tem necessariamente de ser para pior. Só depende de nós fazer da Beleza aquilo que quisermos que seja.

Do jornalismo à comunicação, é na escrita que Patrícia Domingues espelha a sua natureza curiosa e bem-humorada. Na Miranda, a libriana partiha instantes de um eterno namoro pela Beleza, bem-estar e cosmética.

Newsletter

O seu ritual de Beleza tem mais um passo: assine a newsletter Miranda e receba as novidades da cosmética e artigos dos nossos #RealFluencers no seu email.

Na sua rede favorita

Siga a Miranda no Instagram. Partilhe as suas fotos de Beleza com #SomosTodosMiranda