Se, em relação à sustentabilidade, os calendários de Advento têm mais vantagens ou desvantagens, vai depender claramente de vários critérios. Mas se nos podem fazer descobrir produtos interessantes para nós, num tamanho ideal para experimentação (relembro o artigo já aqui abaixo) sem criar desperdício, também é certo que alguns produtos não serão os mais indicados para todos os que os comprarem.

#DoZero: é possível ter sustentabilidade na cosmética?
#DoZero: é possível ter sustentabilidade na cosmética?
Ver artigo

Ainda se pode acrescentar que, por serem mais pequenas, as embalagens têm uma reciclagem mais difícil. Isto sem entrar ainda na caixa do calendário em si, que é, na maioria das vezes, descartável (salvo raras exceções).

Existem opções para 'beauty addicts' amigas do ambiente? Claro que sim! Deixo a sugestão de um calendário do Advento DIY, para encherem com produtos mais sustentáveis e/ou em tamanho mini. A ideia é que todos os dias testem um produto ou uma ideia de Beleza sustentável.

O calendário em si pode ser feito à mão, recorrendo a um ramo grosso ou um cabide, onde penduramos envelopes feitos com restos de caixas, por exemplo. Depois, é encher com pequenos produtos ou com dicas. Deixo abaixo uma ideia para os 24 dias e que resulta num calendário que não chega aos € 20 em produtos!

#DoZero: calendários de Advento da Beleza... sustentáveis
Handmade advent calendar gift boxes hanging on the wall. Sustainable Christmas, zero waste, plastic free.
Dia 1 – Beber 1,5 l de água (~ € 0)

O primeiro gesto de Beleza é também o mais simples: beber mais água! Nenhum produto milagroso no mercado vai funcionar sem começar pelo básico. E o básico custa perto de nada – até porque, em Portugal, a esmagadora maioria da água de torneira é potável.

Dia 2 – Esfoliante caseiro com borras de café (~ € 0)

Aproveitar borras de café, juntar azeite ou óleo de coco e massajar nas pernas antes de tomar banho. Pernas esfoliadas e hidratadas, apenas com o que há em casa. Atenção para não guardar o produto durante vários dias. Não tem conservantes, é feito em casa, o que compromete a estabilidade. É fazer para usar imediatamente.

Dia 3 – Champô sólido de viagem MindTheTrash (€ 3,15)

Que tal aproveitar para começar a desbravar caminho pelo mundo dos champôs sólidos? Este, em tamanho de viagem, permite experimentar sem um grande investimento.

Dia 4 – Chá de Rooibos (€ 0,20)

É conhecido por ter propriedades anti-envelhecimento, o que o torna um favorito entre amantes de Beleza. E, mesmo que não fosse, só o gesto de auto-cuidado de beber um chá já seria merecedor de presença no calendário do Advento de Beleza sustentável.

Dia 5 – Esfoliar os lábios (~ € 0)

Uma colher de sopa de açúcar amarelo, misturada com uma colher de chá de mel/agave. Misturar e aplicar de imediato nos lábios, em movimentos circulares.

Dia 6 – Disco desmaquilhante reutilizável Puranna (€ 1,90)

Só quem vive debaixo de uma pedra virtual do mundo da Beleza é que ainda compra discos desmaquilhantes descartáveis, eu sei. Mas estes têm uma particularidade: são maiores que os discos tradicionais, o que torna a utilização mais simples, e são feitos a partir de tecidos de 'deadstock' de fábricas portuguesas.

Dia 7 – Um dia sem maquilhagem (€ 0)

E, ao sétimo dia, a pele descansou. Um dia sem maquilhagem. Um dia para passarmos pelo espelho e aprendermos a gostar das nossas pequenas imperfeições. Um dia de liberdade, no fundo. Quem aceita este desafio?

Dia 8 – Duche de eucalipto (~ € 0)

Apanhar folhas de eucalipto na natureza, atá-las num molho e... colocar no chuveiro. No próximo duche (bem curtinho, para não gastar muita água), o vapor de água vai trazer um cheiro intenso a eucalipto. Bom para descongestionar e desfrutar do momento. 

Dia 9 – Dormir com os pés em azeite (~ € 0)

Sim, leram bem! Truque milagroso que aprendi com a minha mãe, para quando os pés estão secos no limite do impossível: passar uma dose generosa de azeite nos pés, calçar umas meias e dormir assim. No dia seguinte, acordam com pés de bebé. 

Dia 10 – Pastilhas dentífricas (€ 3,99)

A Beleza começa com a higiene e não há parte do rosto mais valorizada do que o sorriso. Melhor... só um sorriso mais sustentável! Pastilhas dentífricas sólidas, que evitam os tubos plásticos de difícil reciclagem e poupam o ambiente no transporte.

Dia 11 – Máscara de argila (€ 1,99 / 1 kg)

Máscaras de argila em pó são sempre das minhas preferidas. Tenho um saco de 1 kg de argila verde há pelo menos dois anos e ainda vai a meio. Isto porque, para fazer uma máscara de argila para o rosto, basta misturar uma colher de sopa de argila em pouca água (ir adicionando muito lentamente e mexendo bem, até formar uma pasta – atenção, porque seca muito depressa!). Simples, eficaz, económico. Com a vantagem de as embalagens serem, regra geral, apenas uns simples pacotes de papel kraft.

Dia 12 – Duas pastilhas de banho Ben & Anna (€ 0,70)

Para quem gosta da textura do gel de banho, mas percebe as vantagens de sustentabilidade dos sabonetes, fica o melhor de dois mundos: pastilhas de banho unidose (duram até três utilizações), perfeitas para levar em viagem ou para o ginásio.

#DoZero: cotonetes – será que precisamos mesmo deles?
#DoZero: cotonetes – será que precisamos mesmo deles?
Ver artigo
Dia 13 – Adeus cotonetes, olá toalhas! (€ 0)

Os cotonetes descartáveis, para além de desnecessários para o planeta, são desnecessários para a saúde e higiene. Se leu este artigo aqui à esquerda, sabe porquê! Por isso, está na altura de terminar com os últimos que há lá por casa e... não voltar a comprar mais. Uma toalha cumpre bem o propósito de limpar o pavilhão auricular.

Dia 14 – Escovar bem o cabelo (~ € 0)

Parece uma parvoíce de um gesto, mas escovar o cabelo é o primeiro passo para... um cabelo bonito! Ao escovar o cabelo, estamos a ajudar a retirar os cabelos mortos e a promover o crescimento de novos, saudáveis. Se deixarmos os cabelos mortos a “bloquear” a saída de novos, os novos podem crescer mais fracos.

Dia 15 – Tónico em pastilha Lush (~ € 2)

Um produto que me convenceu desde o primeiro dia: um tónico sólido, que desfazemos em água bem quente, deixando os vapores irem para o nosso rosto. Depois, guardar num frasco de spray e ir utilizando nos 2-3 dias seguintes.

Dia 16 – Arrumar o armário de Beleza

Reciclar as embalagens que já não se utilizam (para tirar dúvidas, consultar o site 'Reciclar em Beleza', desenvolvido pela L’Oréal em parceria com a Sociedade Ponto Verde), colocar para a frente os produtos em fim de prazo e, talvez até, juntar uma seleção de produtos que não estão a uso e doar a quem faça uso deles.

Dia 17 – Duas pastilhas de champô Ben & Anna (€ 0,70)

Setenta cêntimos para experimentar uma semana de champô sólido. Convence até os cépticos, certo?

Dia 18 – Dia de utilizar um produto cosmético que está esquecido no armário! (€ 0)

Aquela sombra que achamos demasiado berrante, o creme de olhos que deixámos de usar a meio... voltar a pegar nesses produtos e dar-lhes uma segunda oportunidade, pode bem ser um dos gestos mais sustentáveis do Advento da Beleza sustentável!

Dia 19 – Dormir pelo menos 8 h seguidas (€ 0)

Gesto de Beleza mais simples, impossível. Acontece que também é o que a maioria de nós não consegue levar adiante. Neste dia, é desligar todas as tecnologias bem cedo, recusar chá preto e café, e ir para a cama mais cedo. Uma noite de sono reparador vale umas boas semanas de creme de rosto!

Dia 20 – 10 ml óleo de amêndoas doces UniiOrganic a granel (< € 2)

Óleos puros, a granel, de uma marca portuguesa. Produtos simples e muito eficazes, com a vantagem de podermos comprar a quantidade que queremos experimentar (se comprarmos diretamente na loja de Alvalade).

Dia 21 – Escalda-pés (~ € 0)

Se tiver um bidé, é encher de água quente. Se não tiver, um alguidar serve o propósito. A ideia é relaxar 10 minutos, colocando os pés em água bem quente, com sal grosso e pétalas de flores (as rosas são as mais utilizadas).

Dia 22 – Usar luvas (€ 0)

Se o gel desinfetante e as constantes lavagens já tiram parte da barreira lipídica da pele, quando o frio chega, a situação piora! Por isso, é importante utilizar luvas quando estamos no exterior ou mesmo depois de hidratar as mãos.

#DoZero: será que precisamos MESMO de papel higiénico?
#DoZero: será que precisamos MESMO de papel higiénico?
Ver artigo
Dia 23 – Um dia sem papel higiénico! (€ 0)

Advento quase a terminar, mas não sem... desafiar a viver um dia sem papel higiénico. Depois de ler este artigo, fica fácil perceber porquê!

Dia 24 – LUSH Charity Pot Coin (€ 1,50)

Terminamos em Beleza, com um produto sólido, cujas vendas revertem a 100% para causas sociais.

Ao todo vão ser 24 dias de Advento mais sustentável, da higiene, à Beleza, passando pelo bem-estar. Estão comigo?

Catarina Barreiros formou-se em Arquitetura, foi stylist de moda, tirou um Mestrado em Gestão, trabalhou em Marketing Digital e, no meio de voltas e contravoltas, descobriu na sustentabilidade a base da sua vida, primeiro privada e depois profissional. No projeto "Do Zero", explora a temática a fundo e encontra respostas para perguntas que não sabia existirem... será que precisamos mesmo de usar papel higiénico?

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.