Muitas pessoas que me consultam vêm para emagrecer, outras por curiosidade, outras ainda por questões mais sensíveis, como valores de análises alterados ou por mudanças hormonais; outras ainda por questões de optimizarem a sua saúde ao mais elevado nível; mas seja qual for a razão inicial, o papel do nutricionista é estar ao lado da pessoa, como um verdadeiro 'coach', a orientar para cada etapa as melhores regras alimentares e, com isso, torná-las práticas regulares para o dia a dia.

Mas um bom nutricionista não faz apenas isso. Um bom nutricionista orienta, apoia e incentiva a mudanças de vida positivas, que possam transformar activamente a dinâmica alimentar de cada pessoa, ao mesmo tempo que a ajuda a tornar-se na sua melhor versão, mais saudável. Incentivando, acompanhando e dando dicas fundamentais para melhorar também a forma de pensar algumas rotinas, é também uma parte essencial do trabalho do nutricionista, sendo um “ombro amigo” para muitas situações que são muitas das vezes as verdadeiras causas do desequilíbrio alimentar.

Mas, afinal, o que se faz numa consulta de nutrição?
#PesoeMedida: rotinas alimentares – como melhorar?
#PesoeMedida: rotinas alimentares – como melhorar?
Ver artigo

Cada nutricionista tem a sua forma de “operar” e de dinamizar a sua consulta, mas considero que a criação de empatia com cada pessoa que nos procura deve ser o ponto de partida, para que a consulta possa influenciar positivamente os hábitos de cada caso. Fazer uma correcta anamnese, ou seja, detalhar e questionar perguntas-chave que nos permitam conhecer em mais pormenor o historial, dados de saúde e factores que possam auxiliar a melhor orientar a prescrição posterior, também isto é fundamental.

Conhecer hábitos, rotinas alimentares, factores eventuais de stress, medicação, prática de exercício, análises sanguíneas, alimentos preferidos e horários de refeições, são a base desta tarefa, embora haja questões muito específicas que devem também acompanhar esta parte da consulta, para que o aconselhamento seja o mais direccionado possível e aumentando a probabilidade da eficácia da intervenção nutricional.

Na minha prática clínica faço também um exame ao metabolismo individual e conheço em detalhe os valores de retenção de líquidos, de gordura e base muscular, para que as recomendações sejam verdadeiramente personalizadas. Pesar, medir e avaliar as preocupações de cada pessoa, é igualmente fundamental para que então se possa estabelecer um plano de ação que seja compatível com os objectivos de cada um.

#PesoeMedida: frutas de primavera
#PesoeMedida: frutas de primavera
Ver artigo

Mas o que as pessoas realmente procuram numa consulta de nutrição são os resultados, e os resultados surgem quando conseguimos transmitir a importância e a melhor forma de criar rotinas alimentares... e as pessoas as seguem! Esta criação de bases alimentares necessita sempre de ser bem estabelecida e correctamente ajustada pois o conhecimento de nutrição é sempre diferente em cada pessoa e a forma como elas apreendem as recomendações deve ser assegurada.

Como resumo, uma consulta de nutrição deve ser uma experiência e o ponto de partida para alcançar o seu equilíbrio de saúde. Deve ser construtiva, orientar claramente para ganhos de saúde e motivar para que cada pessoa compreenda e possa tomar decisões alimentares de forma segura e saudável, tornando-se na sua melhor versão! E no seu caso, já foi a uma consulta de nutrição?

Pedro Queiroz é o fundador das Clínicas de Nutrição do Porto e Lisboa e consultor de Nutrição. Mais do que ajudar pessoas a emagrecer, do que realmente gosta é de mudar as suas vidas.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.