Manter o nosso sistema imunitário forte é peça-chave para uma vida plena e tranquila, proporcionando-nos capacidade de resistir (imunidade) e de combater os “invasores” ao nosso organismo que podem ser causadores de doenças.

Numa altura em que se fala tanto sobre a importância de manter o sistema imunitário, pensei em escrever sobre os meus seis essenciais, rituais que funcionam comigo e que me ajudam a manter saudável e menos propensa a ficar doente.

1. Beber muita água

Este é meu Nº 1 para me sentir bem, manter-me forte, resistente e bem- disposta. Cerca de 70% do nosso corpo é composto por água — e sabiam que só o nosso cérebro é 85%? — e para nos mantermos saudáveis é importante irmos repondo os níveis de hidratação, que se perde através da transpiração, da urina ou mesmo da respiração. Entre alguns dos grandes benefícios de beber água, destaco: desintoxica o organismo, optimiza o funcionamento dos rins, ajuda a perder peso, previne a obstipação, facilita a digestão, melhora o humor, deixa a pele hidratada e luminosa, alivia dores de cabeça e enxaquecas, aumenta a energia e melhora a circulação de oxigénio no sangue. De manhã, beber meio litro de água morna ou à temperatura ambiente, com o sumo de 1/2 limão espremido na hora, é um excelente desintoxicante e ativador do metabolismo.

#AlmaYogi: conteúdos de bem-estar à distância de um clique
#AlmaYogi: conteúdos de bem-estar à distância de um clique
Ver artigo
2. Praticar exercício, Yoga e meditação

Este é outro dos meus “Não Passo Sem”! Desde que comecei a praticar yoga e meditação, não passo um dia sem praticar, mesmo naqueles em que me sinto mais preguiçosa: estendo o tapete e “mergulho” na minha prática. No final, sinto-me sempre grata por não ter cedido a preguiças :) São muitos os benefícios que poderia apontar, mas os que mais sinto são o facto de me enraizar e de reduzir a ansiedade, com todas as (boas) consequências disso. A prática de exercício, associada a yoga e meditação, é “ouro sobre azul”, ainda que seja exercício leve a moderado. O importante é que seja mantido numa base regular.

3. Ar puro e sol

Apanhar ar puro e sol são as melhores vitaminas naturais que podemos ter. Podemos tirar muitos ensinamentos da pandemia da gripe espanhola de 1918, em que os médicos descobriram uma relação direta entre a terapia de “ar puro” e sol, e a melhoria da saúde dos pacientes, ajudando a desativar o vírus influenza. Por outro lado, o sol proporciona vitamina D e ajuda a regular os ritmos circadianos do nosso corpo, regulando a nossa resposta inflamatória aos vírus. Por isso, caminhar ao ar livre e desfrutar da luz natural do sol (evitando as horas de pico, sobretudo no verão), tomar o pequeno-almoço na varanda, dar um passeio de bicicleta à beira-mar ... o nosso corpo e a nossa mente agradecem!

4. Incluir alimentos fermentados na dieta alimentar

Kimchi, chucrute, kombucha, kefir, pão de fermentação lenta, miso... estes nomes dizem alguma coisa? Se não, recomendo uma pequena pesquisa: rapidamente se descobre o quão importantes são para melhorar a nossa imunidade e a saúde do nosso organismo. A técnica de fermentação natural (é uma técnica ancestral!) não serve apenas para preservar os alimentos por mais tempo — também aporta maior valor nutricional aos alimentos e confere-lhes uma importante função probiótica, que favorece a saúde intestinal e melhora a digestão. Faço questão de incluir diariamente alimentos fermentados nas minhas refeições. Além do mais, são deliciosos ;)

#AlmaYogi: Yoga e Ayurveda para a Primavera
#AlmaYogi: Yoga e Ayurveda para a Primavera
Ver artigo
5. Saunas

Banhos de sauna é um ritual praticado em muitas culturas desde há muito tempo, não só como ritual social mas também como terapia. Investigadores observaram existir uma relação entre sessões regulares de sauna e a sua capacidade de diminuir o risco de doenças respiratórias. A sauna é também excelente para eliminar toxinas através da transpiração, e quanto menos toxinas, mais imunidade! Na minha última viagem a Bali, fiz um tratamento holístico “detox” que incluiu sessões regulares de sauna, e os efeitos foram excepcionais. Desde então, procuro manter uma regularidade mensal de sauna.

6. Dormir

Last but not least, dormir é sem dúvida crucial para quem procura manter o equilíbrio do corpo e da mente. É importante respeitarmos os ritmos circadianos, tentando dormir cedo e levantar cedo, de preferência deitar e levantar à mesma hora, dormindo o número de horas mínimo essencial (entre 7 e 8). Pessoalmente, procuro dormir por volta das 22h00 para acordar às 6h00 e ter tempo de praticar todos os meus rituais matinais, que me ajudam a manter os níveis de energia ao longo do dia, e a manter o meu foco. Durante o sono, o nosso corpo descansa e o organismo concentra-se em funções essenciais, assumindo um papel revitalizante. A qualidade do sono melhora o metabolismo e, por consequência, potencia o nosso sistema imunitário.

Sei que pode parecer “muito” pôr em prática todas estas dicas. Mas, na realidade, é uma questão de organização e de regularidade. Se não dá para fazer tudo de uma só vez, vamos introduzindo uma prática de cada vez e aos poucos estamos a conseguir fazer tudo, sem esforços e com enormes benefícios. Acima de tudo, abrandar para ganhar tempo!

Sara Sá estudou Comunicação Social, mas especializou-se em Relações Públicas e trabalhou 15 anos como tal. A paixão pelo Yoga levou a melhor e, deixando o emprego e vendendo tudo o que tinha, abriu no Porto o MANNA, um espaço onde partilha, com quem por lá passa, a sua filosofia de vida.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.