O leite é sem dúvida um alimento universal e muito nutritivo. De fácil acesso e baixo custo, é uma excelente fonte de proteína e cálcio, sendo por isso muito difundido em idades de crescimento, que se mantêm muitas vezes ao longo de toda a vida.

#PesoeMedida: os princípios da alimentação saudável
#PesoeMedida: os princípios da alimentação saudável
Ver artigo

Em muitos casos, quando a diversidade e informação alimentar é mais escassa, este hábito salva e preserva o estado de saúde geral de cada pessoa que o consome. Mas e no caso de pessoas que têm uma alimentação muito diversificada e dita saudável? Poderá ser posto em causa este consumo? A Harvard School of Public Health pôs em causa! Este facto resulta de alguns estudos, onde o consumo de leite é abundante, parecerem evidenciar alguns riscos acrescidos em termos de cancro da próstata e ovários. Mas não defende os substitutos vegetais, pois revela que o teor de açúcares e produtos utilizados no seu fabrico e comercialização são igualmente nocivos.

Sobre o iogurte, venho defender uma posição muito favorável, pois apresenta uma enorme facilidade digestiva, igual teor de cálcio comparativamente ao leite, e um reduzido teor de lactose. Importa, claro, referir que se avalie correctamente os rótulos em busca de açúcares adicionados ou extras usados muitas vezes para aumentar o sabor. Escolha e prefira os naturais e, se tiver dificuldades ou sensibilidades digestivas, o de baixo teor em lactose, e junte-lhe fruta ou cereais, como por exemplo a aveia, tornando-o uma excelente alternativa para refeições como o pequeno-almoço ou lanche.

Como observação importante, é de referir que as alternativas vegetais ao leite tradicional chamam-se bebidas vegetais e não "leite"... de soja, de aveia, de arroz… Chamam-se assim pois, em rigor, não são verdadeiras alternativas ao leite tradicional de vaca, devido ao baixo teor de proteína e biodisponibilidade de cálcio e outros nutrientes.

#PesoeMedida: decidi ser vegetariana – e agora?
#PesoeMedida: decidi ser vegetariana – e agora?
Ver artigo

Além disso, importa referir que a grande maioria destas bebidas é muito doce. Ainda assim, integradas num regime alimentar saudável, podem fazer parte das rotinas alimentares — mas, como sempre, também importa relevar o papel fundamental da correcta combinação e presença de outros alimentos que, em conjunto, assegurem a manutenção da saúde e nunca a possam pôr em causa. É aqui fundamental um correcto aconselhamento nutricional, especialmente em fases como o crescimento, a gravidez, a idade sénior e o caso dos desportistas.

Nem "sempre", nem "nunca". Use o bom senso, varie correctamente a alimentação e ajuste as suas escolhas de acordo com fase da vida, equilíbrio alimentar e pessoal, procurando integrar uma boa fonte de proteína e cálcio, seja sobre a forma de leite tradicional, seja de iogurte. As bebidas vegetais podem igualmente ser uma opção, mas obrigam a uma gestão mais seletiva para evitar carências ou défices nutricionais. Novamente, confie no seu nutricionista de sempre para ajustar e encontrar o melhor equilíbrio para si e para a sua família. Proteja-se e seja saudável!

Pedro Queiroz é o fundador das Clínicas de Nutrição do Porto e Lisboa e consultor de Nutrição. Mais do que ajudar pessoas a emagrecer, o que realmente gosta é de mudar as suas vidas.

Inclua este passo no seu ritual de Beleza!

Subscreva a newsletter da Miranda by SAPO.

Seja a primeira a receber as melhores dicas de Beleza

Ative as notificações da Miranda.

Enquanto o verniz das unhas seca…

Siga a Miranda by SAPO no instagram. Use a #SomosTodosMiranda nas suas publicações.